Chama-se HalloApp, é lançada na próxima segunda-feira e quer ser tudo aquilo que o serviço de mensagens WhatsApp é e deixou de ser. Como conta o The Verge, a nova aplicação de chats online foi criada por Neeraj Arora e Michael Donohue, dois dos primeiros funcionários do WhatsApp (que foi comprado pelo Facebook), que dizem que esta nova app será a “primeira rede de relacionamentos reais”.

A criação de nova plataforma digital surge com grandes promessas e quer mostrar que destronar um gigante no mercado como é o WhatsApp não é uma coisa assim tão incomum. Contudo, o que torna a HalloApp especial é o facto de Arora e Donohue poderem ter capacidade para as cumprir. Afinal, tanto um como outro saíram em conflito do Facebook devido ao rumo que a empresa estava a dar ao WhatsApp. Algo semelhante ao que aconteceu com os fundadores da plataforma, que chegaram a fazer apelos para que as pessoas apagassem o Facebook.

Fundador do WhatsApp: “Está na hora. Apaguem o Facebook”

Neeraj Arora foi diretor de negócio do WhatsApp até 2018 e foi um dos principais responsáveis pelo processo de aquisição da empresa. Já Neeraj Arora foi o diretor informático do WhatsApp até 2019. Agora, com a HalloApp, querem continuar o trabalho que deixaram.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

À semelhança do serviço de mensagens do Facebook, a HalloApp oferecerá chats de mensagens em grupo ou individuais com amigos e familiares, em que a única maneira de encontrar pessoas é através do número de telemóvel das pessoas. Além disso, todas as mensagens são encriptadas. Porém, há diferenças.

A HalloApp terá uma página para os utilizadores poderem partilhar publicações, como uma rede social, e é lançada com um promessa que o WhatsApp não poderá fazer: nunca terá anúncios (o Facebook anunciou recentemente mais ferramentas para empresas falarem com utilizadores).

No futuro, e para manter este negócio sustentável, a HalloApp vai cobrar  uma subscrição aos utilizadores, como inicialmente era feito pelo WhatsApp. O preço ainda não foi anunciado.

Num comunicado, um dos fundadores explica o objetivo da aplicação em vários pontos: “Imagine que os seus amigos online eram seus amigos reais. Imagine que o seu feed não estava cheio de pessoas e publicações que não importam. Imagine percorrer momentos importante e ver o que queria ver e não o que o algoritmo quer que você veja. Imagine não ser tratado como um produto“.