Aquele que pode ser o maior aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. É azul claro, pesa 510 quilos (o equivalente a 2,5 milhões de quilates) e tem um valor estimado em 84 milhões de euros.

A pedra foi encontrada por trabalhadores que estavam a escavar um poço em casa de um homem identificado apenas pelo nome Gamage que não quis revelar o seu nome completo nem a sua localização da casa por razões de segurança. Sabe-se apenas que se situa na cidade de Ratnapura — que significa cidade das joias, em cingalês — uma zona rica em pedras preciosas.

“A pessoa que estava a cavar o poço alertou-nos sobre algumas pedras raras. Mais tarde tropeçámos neste espécime enorme”, explica Gamage, em declarações à BBC.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O dono da pedra, que trabalha com estes objetos valiosos, só agora certificou a descoberta depois de ter levado mais de um ano a limpar a pedra— estava coberta de lama e outras impurezas. Durante o processo, algumas pedras caíram do aglomerado e foram identificadas como sendo safiras estrela de alta qualidade.

“Nunca tinha visto uma espécie tão grande antes. Foi provavelmente, formada há cerca de 400 milhões de anos”, descreve à BCC o gemólogo Gamini Zoysa. “É um espécime especial de safira estrela, provavelmente o maior do mundo“, afirma ainda Thilak Weerasinghe, o presidente da Autoridade Nacional de Joias e Pedras Preciosas do Sri Lanka. “Dado o tamanho e o seu valor, pensamos que interessará a colecionadores privados ou museus”, acrescenta.