Obrigado por ser nosso assinante. Não se esqueça de subscrever a nossa Newsletter exclusiva dos bastidores.

Assim que a morte do ator Willie Garson foi tornada pública, várias celebridades apressaram-se a reagir e a publicar notas de pesar nas redes sociais: entre elas, Cynthia Nixon, Kristin Davids e Kim Cattral, protagonistas da série “O Sexo e a Cidade” onde Garson deu vida à personagem Stanford Blatch. Tanto no ecrã como na vida real, o ator, cuja causa de morte foi cancro no pâncreas, era amigo de Sarah Jessica Parker cujo silêncio só agora foi quebrado.

A atriz de 56 anos permaneceu silenciosa logo após a notícia da morte do colega e só agora publicou um longo texto, acompanhado de algumas fotografias, na respetiva conta de Instagram. Na nota começa por esclarecer que a partida do amigo “está a ser insuportável” e que, às vezes, o silêncio em si “é uma declaração” de “gravidade” mas também de “angústia”. Acima de tudo, uma declaração da “magnitude” que é perder uma amizade com mais de 30 anos.

© sarahjessicaparker/Instagram

“Uma verdadeira amizade que permitiu segredos, aventura, uma família profissional partilhada, verdade, concertos, road trips, refeições, telefonemas de madrugada, uma devoção mútua à paternidade e todas as dores e alegrias que a acompanham, triunfos, deceções, medo, raiva e anos passados ​​em sets (mais especificamente no apartamento de Carrie)”, escreve a atriz num post que já conta com mais de um milhão de “gostos” e tantos outros comentários.

© sarahjessicaparker/Instagram

“Vou sentir falta de tudo em relação a ti. Vou reler todas as mensagens dos teus últimos dias”, continua, equiparando a ausência de Willie Garson a uma “cratera”. Sarah Jessica Parker faz ainda uma sentida referência a Nathen Garson, filho do ator que morreu a 21 de setembro aos 57 anos.