Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Miguel Relvas, antigo ministro e homem forte de Pedro Passos Coelho, vai ter um espaço de comentário televisivo na CNN Portugal, a marca que vai substituir a TVI24 já a partir de 22 de novembro.

O Observador sabe que a confirmação pública do programa de Relvas estará por dias. E esta não será a única novidade no painel de comentadores da marca: Isabel Moreira e Bernardino Soares vão juntar-se a Sérgio Sousa Pinto e Maria João Avillez, que transitam da TVI24 para a CNN Portugal.

Francisco Seixas da Costa terá um espaço de comentário centrado nos desafios da política internacional. Também Rui Ramos, acionista, fundador e membro do Conselho de Administração do Observador terá um espaço próprio no canal.

Ao Observador, Nuno Santos, diretor da CNN Portugal, explica que o objetivo da estação é ter “um modelo de comentário distinto, mais analítico”. “Isso vai refletir-se em muitos dos nomes que apresentaremos até ao arranque do projeto. Alguns são totalmente novos nos media”, assegura.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Sobre os critérios que presidiram e vão presidir à escolha dos futuros comentadores da estação, Nuno Santos explica: “Privilegiamos os espíritos livres, não as ligações partidárias. Criei o modelo esquerda-direita há 20 anos na SIC Notícias, mas há nele um evidente anacronismo”.

“Seremos provocadores porque os media não podem gerar indiferença. Têm que convocar os cidadãos para questionar todos os poderes”, remata o diretor da CNN Portugal.