Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Desde Michael Jordan que os Chicaco Bulls não arrancavam a NBA de forma tão positiva. Ainda o ex-atleta, para muitos melhor basquetebolista de sempre, calçava os seus ténis para entrar na quadra ao serviço da equipa do Illinois da última vez que o conjunto começou a época com quatro vitórias e zero derrotas. Nessa época de 1996/1997 os Chicago venceram o então quinto campeonato com MJ, que ainda viria a vencer mais um na época seguinte. É pouco, muito pouco provável que os Bulls almejem o título esta temporada, mas o arranque positivo é já um facto, numa época em que a equipa conseguiu alguns reforços importantes para ajudar Zach LaVine, que no ano passado como que carregou a equipa com média de 27,4 pontos e este ano tem mais ajuda, teoricamente e na prática.

Na madrugada desta terça-feira, os Bulls venceram, em Toronto, os Raptors, por 111-108, e a nova ajuda, da qual faz parte o base e extremo DeMar DeRozan, que anotou 26 pontos e vem este ano trazer mais lançamento de média distância à equipa orientada por Billy Donovan. LaVine marcou 22 pontos e Lonzo Ball, que também chegou este ano ao conjunto, apontou 15 pontos e 5 assistências. Destaque ainda para os números de Nikola Vucevic, poste montenegrino que chegou a meio da época passada aos Chicago Bulls e que tem contribuído nos pontos, mas também nos ressaltos.

Foi ainda um dia histórico para os Bulls e Zach LaVine, na medida em que o jogador de 26 anos ultrapassou Michael Jordan, sempre um feito, no número de lançamentos de três pontos convertidos ao serviço dos Bulls: 556 contra os 555 de Air Jordan. Agora, LaVine é o quarto maior marcador de lançamentos de três pontos na história da equipa, atrás apenas de Kirk Hinrich (1049), Ben Gordon –(770) e Scottie Pippen (664).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os Bulls lideram a Conferência Este, perseguidos por alguns conjuntos que estão com o record  de 3-1 (derrotas-vitórias), mas a procissão ainda vai no adro, como vai ainda ficar nas próximas semanas, em que as equipas e os jogadores ainda estão a habituar-se à nova época. No entanto, a equipa de Chicago está a entusiasmar os adeptos que esperam uma época com mais sucesso do que as anteriores, em que a equipa tem ficado muito àquem da sua história dos anos 90.