Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Josh Cavallo, jogador do Adelaide United, assumiu a sua homossexualidade esta quarta-feira, em vídeo publicado no Twitter pelo clube australiano. O médio de 21 anos revelou que manteve a sua orientação sexual escondida durante anos, por medo de não poder cumprir o seu sonho de ser futebolista:

Lutei contra a minha sexualidade durante mais de seis anos, e estou satisfeito por esse assunto estar resolvido. A crescer, senti sempre a necessidade de esconder-me, porque tinha vergonha. Vergonha de não poder fazer o que amo e ser gay. A esconder quem eu realmente sou, para perseguir um sonho de criança.”

O internacional sub-20 pela Austrália espera que a sua decisão seja útil a outros jogadores homossexuais: “Quero ajudar a mudar isto, para mostrar que todos são bem-vindos no futebol, e que merecem o direito de ser quem realmente são. É surpreendente saber que não existem, de momento, jogadores gays profissionais, não só na Austrália, mas no mundo. Espero que isto mude num futuro próximo.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No passado, outros jogadores profissionais de futebol, como Thomas Hitzsperger, antigo jogador do VfB Stuttgart e do Aston Villa, internacional por 52 vezes pela Alemanha, ou Robbie Rogers, do Leeds United, assumiram a sua homossexualidade, mas apenas no final das suas carreiras, de acordo com o Guardian. Josh Cavallo é, neste momento, o único futebolista que joga nas principais ligas mundiais assumidamente gay.