Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Francisca Van Dunem afirma que não irá fazer parte de um próximo Governo. Segundo a ministra da Justiça, estava combinado que só iria assumir o cargo que tem no atual executivo até ao final da Presidência portuguesa da União Europeia (que decorreu entre janeiro e junho de 2021) uma vez que, de seguida, estava prevista uma remodelação, disse ao Público.

Caso o Partido Socialista ganhe as próximas eleições e António Costa forme governo, Van Dunem afirma que não assumirá um cargo. É ministra da Justiça há seis anos, a pessoa há mais tempo no cargo, desde o 25 de Abril. Explica que só esteve num outro lugar durante mais tempo do que neste, referindo-se a nove anos na Procuradoria-Geral da República.

“Quando ficamos no mesmo núcleo, falamos entre nós, não há respiração. E isto é uma democracia. Tem que vir para cá outra pessoa. Vim na altura porque achei que era uma proposta importante, trabalhar com António Costa, confiava nele e achei que era um projecto de trabalho interessante.” Van Dunem afirma que o plano que se segue na sua vida são os netos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR