806kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Johnny Depp vende retratos de Bob Dylan, Al Pacino e Elizabeth Taylor, que desenhou e assinou, por 3,5 milhões de euros

Este artigo tem mais de 1 ano

Os retratos de Bod Dylan, Keith Richard, Elizabeth Taylor e Al Pacino estão "oficialmente esgotados", após poucas horas, sendo "a venda mais rápida até à data", segundo a Castle Fine Art.

As litografias assinadas custam 3.918 euros individualmente e 14.833 euros o "pack" das quatro
i

As litografias assinadas custam 3.918 euros individualmente e 14.833 euros o "pack" das quatro

Getty Images for BFI

As litografias assinadas custam 3.918 euros individualmente e 14.833 euros o "pack" das quatro

Getty Images for BFI

Johnny Depp obteve mais de 3,5 milhões de euros com a venda da sua coleção de estreia “Friends and Heroes”, de 780 litografias autorais assinadas, inspiradas em amigos e estrelas ícones, através da galeria britânica Castle Fine Art. Isto dois meses após o veredicto do julgamento por difamação contra Amber Heard, a sua ex-mulher, bem como da negação de um novo julgamento, por um juiz da Virgínia, pretendido pela atriz.

O protagonista de Piratas das Caraíbas provocou o bloqueio do site da galeria de arte após anunciar a venda, na passada quinta-feira na sua conta de instagram, dos retratos do cantor Bob Dylan, do cantor e ator Keith Richard, da atriz Elizabeth Taylor e do também ator Al Pacino.

Sempre usei a arte para expressar os meus sentimentos e refletir sobre as pessoas de quem mais gosto, como a minha família, amigos e as pessoas que admiro”,  disse Depp, citado pelo site da Castle Fine Art, que define a sua arte como uma mistura entre “pop e rua”.

Os 780 exemplares, que individualmente custam 3.918 euros e o “pack” das quatro 14.833 euros, estão “oficialmente esgotados”, após poucas horas, sendo “a venda mais rápida até à data”, segundo a Castle Fine Art.

Para os fãs e admiradores, que não foram a tempo de conseguir uma das obras da coleção, nem tudo está perdido. A galeria de arte britânica disponibilizou a possibilidade de, após um breve registo, receber uma notificação para quando houver mais obras disponíveis.

A Castle Fine Art descreve o trabalho de Depp como uma criação “a partir de referências fotográficas” onde “cada imagem foi reduzida a uma representação mais simples e icónica do tema, que Johnny desenvolveu e energizou com os seus traços de mão livre característicos“.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€ Apoiar

MELHOR PREÇO DO ANO

Ao doar poderá ter acesso a uma lista exclusiva de benefícios

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€

MELHOR PREÇO DO ANO