761kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Roupas de Diana, uma carruagem e a cadeira da coroação entre quase 450 objetos no "Leilão The Crown"

Réplicas de roupas, acessórios e objetos que contribuíram para o sucesso da série "The Crown" formam um conjunto de quase 450 lotes que vão ser leiloados pela Bonhams em Londres, em fevereiro.

Claire Foy interpreta a Rainha Isabel II nas duas primeiras temporadas da série da Netflix, e nesta imagem veste a pela da monarca na cerimónia da sua coroação
i

Claire Foy interpreta a Rainha Isabel II nas duas primeiras temporadas da série da Netflix, e nesta imagem veste a pela da monarca na cerimónia da sua coroação

Alex Bailey/Netflix

Claire Foy interpreta a Rainha Isabel II nas duas primeiras temporadas da série da Netflix, e nesta imagem veste a pela da monarca na cerimónia da sua coroação

Alex Bailey/Netflix

A série The Crown estás prestes a chegar ao fim com o lançamento dos últimos seis episódios da sexta temporada marcado para 14 de dezembro. Mas a magia da produção da Netflix prolonga-se mais um pouco com um leilão da Bonhams, no qual cerca de 450 figurinos, objetos e peças de mobiliário que se podem ver na série serão vendidos sob o bater do martelo, em Londres, em fevereiro.

Não tem nada que enganar, o leilão chama-se “The Crown Auction” e vai contar com peças que percorrem toda a série de seis temporadas. Numa venda presencial que terá lugar a 7 de fevereiro de 2024 na sede da leiloeira britânica, na New Bond Street, em Londres, serão apresentados 150 lotes. Segue-se um leilão online que vai decorrer entre os dias 30 de janeiro e 8 de fevereiro com os restantes 300 lotes.

Os destaques deste leilão são figurinos usados pelas atrizes da série, bem como reproduções de peças simbólicas da monarquia britânica. Quanto aos looks, um dos ícones a leilão é a réplica do “vestido da vingança” que Elisabeth Debicki usou enquanto Diana, a princesa de Gales, na 5ª temporada, que se espera atingir um valor de venda entre os 9214 euros e os 12820 euros, aproximadamente, uma vez que os valores são apresentados em libras no site da Bonhams. Outra reprodução de um look muito conhecido é a do conjunto usado no anúncio do noivado entre Diana Spencer e o príncipe Carlos, que Emma Corrin usou na temporada 4. O look tem um valor estimado entre os 1728 euros e os 2303 euros. Destaca-se ainda um vestido de baile criado para a atriz Claire Foy usar a pele de Isabel II na primeira temporada, com um valor estimado entre os 5759 euros e os 8000 euros, aproximadamente.

Outras peças que podem interessar aos fãs da série e da família real são alguns objetos feitos especialmente para a cena da coroação de Isabel II na temporada 1. Como o vestido branco, o manto imperial e o manto da coroação (com valor estimado entre os 23.034 euros e os 34.551 euros, aproximadamente) usados pela atriz Claire Foy e ainda a cadeira da coroação (entre os 11.517 euros e os 23.034) e a Gold State Coach (entre os 34.551 e os 57.585 euros, aproximadamente).

Há ainda a réplica do vestido de noiva da princesa Margarida, usado por Vanessa Kirby na temporada 2, o anel de noivado de Diana, a princesa de Gales, o jaguar que Elizabeth Debicki usou enquanto Diana, há também acessórios e peças de mobiliário. Há peças mais ambiciosas, como uma réplica da fachada do nº 10 de Downing Street e outra dos portões do Palácio de Buckingham. Uma lista com estes e outros objetos a leilão em destaque pode ser consultada no site da leiloeira britânica.

[o vídeo que anuncia o leilão da Bonhams]

“A Bonhams tem uma longa tradição em leiloar memorabilia relacionada com o mundo do espetáculo, não apenas em Los Angeles e na Califórnia, mas também em Inglaterra onde já havíamos feito leilões com obras relacionadas com filmes”, diz Filipa Rebelo de Andrade, representante da Bonhams em Portugal, ao Observador. Há até um departamento na casa leiloeira dedicado apenas a “Entertainment Memorabilia” e foi por ter “muita tradição nesse campo” que a Bonhams foi contactada pelos estúdios da série The Crown em Inglaterra.

E como se avalia uma peça que é, afinal, uma reprodução de um objeto icónico? A representante da casa leiloeira começa por esclarecer a diferença entre uma reprodução e uma cópia. “Uma reprodução é algo que é reproduzido, muitas vezes com um craftsmanship excecional, que é o que acontece aqui. E também os próprios materiais podem ser preciosos ou semipreciosos. A cópia é um objeto que é feito copiando outro com o intuito de enganar ou de desmerecer o original, reproduzindo-o muitas vezes.”

No caso das peças da série que serão leiloadas em fevereiro, são “artefactos que foram produzidos especificamente para este propósito, são reproduções, mas são ao mesmo tempo únicas, à partida não serão feitas outra vez”. Quanto aos valores destas peças, a resposta é simples: “O que dá sempre valor à peça, seja ela original ou reprodução, é a dinâmica da oferta e da procura”, ou seja “a dinâmica do mercado a funcionar”, explica Filipa Rebelo de Andrade e lembra-nos que já existem museus e colecionadores dedicados a esta área.

As peças a leilão vão poder ser visitadas numa exposição com cenários montados, figurinos e objetos, que vai passar por Nova Iorque (de 27 de novembro a 1 de dezembro), Los Angeles (de 4 a 8 de dezembro), Paris (de 11 a 15 de dezembro) e, por fim, termina seu tour em Londres entre os dias 11 de janeiro e 5 de fevereiro.

O valor arrecadado pelo leilão vai permitir criar o Left Bank Pictures — The Crown Scholarship, um programa da Escola Nacional de Filme e Televisão que vai possibilitar experiência internacional às próximas a trabalhar em televisão e cinema.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.