819kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

O regresso a casa no Jamor, o jogo da viragem e os Conceição como os Veloso: como Francisco foi do Erasmus em Amesterdão ao Europeu

No espaço de um ano, Francisco Conceição foi de exilado no Ajax a uma das figuras da época do FC Porto e convocado para o Euro 2024. Com o pai, avançado repete feito de António e Miguel Veloso.

O jogador de 21 anos já tinha estado nos últimos dois Europeus Sub-21
i

O jogador de 21 anos já tinha estado nos últimos dois Europeus Sub-21

Getty Images

O jogador de 21 anos já tinha estado nos últimos dois Europeus Sub-21

Getty Images

Há quase um ano, no início de junho de 2023, o FC Porto venceu o Sp. Braga no Jamor e conquistou a Taça de Portugal. No relvado do Estádio Nacional, entre as celebrações e apesar de estar a jogar no Ajax, Francisco Conceição juntou-se ao pai e ao irmão, Rodrigo, que fazia parte do plantel dos dragões.

“Sou adepto do FC Porto e quero que o meu pai tenha muito sucesso. Sei que vai conquistar ainda mais títulos. O FC Porto é o clube do coração dele”, disse o jovem avançado aos microfones da RTP, antes de ser interrompido pelo próprio Sérgio Conceição, que não teve meias palavras na hora de sublinhar a temporada pouco conseguida do filho. “Vê lá se jogas, mas é. Tens 10 minutos esta época!”, atirou o treinador dos dragões.

20 do último Mundial, seis caras novas e um critério que impediu outras opções: os 26 convocados de Martínez para o Europeu de 2024

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Menos de um ano depois, a vida de Francisco Conceição dificilmente poderia estar mais diferente. Na altura, o avançado tinha acabado de terminar uma temporada em que marcou presença em 28 jogos do Ajax, marcou um golo, fez três assistências e chegou a ser utilizado pela equipa B dos neerlandeses. Agora, está novamente a título definitivo no FC Porto, foi um dos elementos mais importantes da época para Sérgio Conceição, estreou-se na Seleção Nacional e acabou por ser convocado para o Campeonato da Europa.

[Já saiu o segundo episódio de “Matar o Papa”, o novo podcast Plus do Observador que recua a 1982 para contar a história da tentativa de assassinato de João Paulo II em Fátima por um padre conservador espanhol. Ouça aqui o primeiro episódio.]

O jogador de 21 anos é uma das novidades na lista de Roberto Martínez para o Euro 2024, mantendo a aposta do selecionador nacional depois de se ter estreado nas convocatórias e nas internacionalizações em março, no duplo compromisso particular contra a Suécia e a Eslovénia. Francisco Conceição é recompensado pela segunda metade de temporada muito acima da média, onde conquistou a titularidade no FC Porto e foi constantemente o melhor elemento da equipa, e entra na lista para o Europeu em detrimento de Francisco Trincão, Pedro Gonçalves, Ricardo Horta ou Jota Silva.

20 do último Mundial, seis caras novas e um critério que impediu outras opções: os 26 convocados de Martínez para o Europeu de 2024

Na conferência de imprensa desta terça-feira, logo depois de anunciar a lista de convocados, Roberto Martínez explicou detalhadamente o porquê de ter chamado o avançado. “Ainda não falei com o Chico. Acho que foi um jogador diferente de janeiro até ao fim da época. Joga com o pé esquerdo, é vertical, tem personalidade para mudar o jogo. É um ‘espalha-brasas’ de um nível excecional, um jogador diferente. Foi importante o facto de ter um estágio em março, foi impactante. A segunda parte contra a Eslovénia foi decisiva. No futebol, um jogador precisa de estar no momento e numa forma correta… E acho que ele é um bom exemplo de um jogador num momento ótimo, que aproveitou a sua oportunidade em março”, disse o treinador espanhol.

A verdade é que a evolução de Francisco Conceição no último ano não deixa de ser impressionante. O jovem avançado saiu para o Ajax no verão de 2022, sob uma enorme polémica que na altura até motivou críticas por parte da cúpula dos Super Dragões, mas a passagem pelos Países Baixos não teve o impacto desejado. Regressou ao FC Porto no início da temporada, por empréstimo e para reforçar o setor ofensivo da equipa de Sérgio Conceição, e acabou por merecer que o clube acionasse a opção de compra para o garantir a título definitivo a troco de dez milhões de euros.

Com oito golos e seis assistências em 42 jogos, podendo ainda aumentar os registos na final da Taça de Portugal do próximo domingo, Francisco Conceição explodiu essencialmente na segunda metade da temporada. O momento de viragem, contudo, poderá ter aparecido antes: ainda em novembro, foi titular no D. Afonso Henriques e marcou o golo da vitória tirada a ferros contra o V. Guimarães, recuperando a imagem de alguns dos melhores momentos da primeira passagem pelo FC Porto. A partir daí, aproveitou a quebra de rendimento de Taremi, o desaparecimento de André Franco e Ivan Jaime e o entrosamento com Galeno, Pepê e Evanilson e tornou-se cada vez mais importante.

Num olhar mais familiar, Sérgio e Francisco tornam-se os segundos pai e filho a participar na fase final de um Europeu, já que o treinador do FC Porto representou a Seleção Nacional no Euro 2000. Antes, só mesmo António Veloso (1984) e Miguel Veloso (2008 e 2012) tinham alcançado o mesmo feito. De recordar que, antes de chegar à Seleção A, o avançado dos dragões já era internacional Sub-16, Sub-17, Sub-18 e Sub-21, tendo estado nos últimos dois Europeus da última categoria.

No Euro 2024, Francisco Conceição não será titular. Faz parte de uma segunda linha da Seleção Nacional, um elemento que foi convocado para ser mais uma solução e não necessariamente para entrara diretamente no onze inicial. Ainda assim, e até pelas palavras de Roberto Martínez, dificilmente o avançado vai sair do Europeu sem deixar a sua marca. Um ano depois de ter o pai a dizer-lhe que tinha de jogar mais em pleno relvado do Jamor.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos