“Tji”, como é conhecido Tiago Pereira, entrou na Twitch em 2013. Estava numa aula de Comunicação Digital quando descobriu o site através de um amigo e bastou um “olha aqui, olha ali”, com a professora a tentar dar a aula, para Tiago já nem sequer prestar atenção. Foi um golpe de sorte. “Lembro-me de ter achado que seria interessante explorar o modelo de live streams [emissões em direto] de videojogos, já que os jogava desde criança e gostava de comunicar”, conta ao Observador.

Estava prestes a entrar na faculdade, mas aquele era o melhor dos dois mundos. Licenciou-se em Comunicação Social, na Universidade Católica de Lisboa, e chegou a pensar que um dia iria ter um “trabalho normal”, conta. A ideia, contudo, ficou na gaveta. Além de ser youtuber, aos 27 anos, Tiago Pereira é também streamer: ganha a vida a produzir conteúdos para transmitir em direto na Twitch. Tem 114.625 seguidores na plataforma em que está desde 2017 a tempo inteiro e faz desta a sua “maior fonte de rendimento”.

A fazer exatamente o quê? Atualmente, Tiago joga videojogos ao vivo — em direto para quem o quiser ver — de tudo um pouco: “Pokémon”, “Red Dead Redemption”, “Apex Legends”, “Among Us”, entre outros. Mas também faz reacts (reações) a tantos outros conteúdos, que podem ir de vídeos de humoristas a comentários a um debate presidencial, como o que houve entre candidatos como Marcelo Rebelo de Sousa e André Ventura. Isso também aconteceu. Faz dois vídeos em direto (lives) por dia, sete horas ao todo.

Afinal, o futuro de Tiago passava mesmo por comunicar, mas atrás de um ecrã, sentado numa cadeira de gamer (alguém que joga videojogos), com um microfone. Talvez um dia, tal como contou na sua conta oficial de Twitter, venha a falar com a professora de Matemática que teve no Ensino Secundário, que lhe disse, numa aula, que se deveria ter ficado pelo Ensino Básico.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.