Explicador

Regras de ouro para saber tudo sobre a reforma

Conteúdo patrocinado por

O atual sistema social de reforma nacional, baseado no modelo de repartição, é sustentável?

Pergunta 1 de 10

O atual sistema social de reforma em Portugal baseia-se num modelo de repartição em que o número de trabalhadores ativos contribui para os que atualmente estão na reforma. Quando existem mais pensionistas do que trabalhadores a sustentabilidade do sistema entra em rotura. Para que este sistema seja considerado equilibrado e sustentável é recomendado que tenhamos pelo menos 3 trabalhadores por cada pensionista. De acordo com os dados (Pordata), Portugal tinha em 2017 6.672 mil trabalhadores e 3.632 mil Pensionistas, ou seja, atingíamos um rácio de 1,8. Este número embora preocupante não significa ainda a rotura do sistema de segurança social, mas já evidencia fatores de insustentabilidade a prazo do sistema em Portugal. As estatísticas indicam que as pensões de reforma dispararam de 5,5% do PIB em 1990 para 8% em 2017, no quadro da OCDE, segundo o Pensions Outlook 2018. Em Portugal este valor supera os 16,1%, valor este superior á media Europeia e decorre da aceleração do envelhecimento da população portuguesa.

Estamos num cenário que terá tendência para agravar, é previsível que as futuras gerações percam benefícios e que o valor das reformas seja cada vez menor. Mas estará a sociedade preparada para estas mudanças? Os especialistas acreditam que é necessária uma alteração da atitude face à reforma, ou seja, temos de deixar de contar em exclusivo com o Estado, porque a atual situação de forte desequilíbrio das finanças públicas (mais de 125% do PIB) tem sido um peso incontornável de ultrapassar. Um primeiro passo para resolvermos este problema exige que todos aumentemos ou contribuamos para o reforço da educação financeira das famílias no sentido da poupança.

Neste ponto existe um importante desafio para superar: a geração do milénio carateriza-se por fracos planos de poupança e uma natureza pouco propícia a compromissos de investimento a longo prazo. É necessário educar para a consciência de que poupar para o futuro deve começar o mais cedo possível.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)