A publicação em causa mostra obras na ciclovia da Avenida Avenida Almirante Reis, em Lisboa, e sugere que aquele troço para circulação de bicicletas foi feito há “menos de dois anos” e que está agora a ser desfeito. Contactada pelo Observador, a Câmara Municipal de Lisboa assegura que não vai haver qualquer destruição da ciclovia, até pelo contrário. A ciclovia vai ser aumentada e as obras resultam do feedback dado por várias entidades, nomeadamente moradores e ciclistas.

A autarquia começa por lembrar que a ciclovia da Avenida Almirante Reis, entre a Praça do Chile e a Praça do Martim Moniz, é uma “ciclovia pop up”, uma nomenclatura que já tinha sido usada durante o lançamento do projeto e que funciona como teste, ou seja, “poderá tornar-se definitiva se vingar e for utilizada”, segundo Fernando Medina disse em junho de 2020. É certo que o projeto resultou e, segundo a autarquia, “a ciclovia está a ser prolongada entre a Praça do chile e a Av. Guerra Junqueiro e entre a rua da Palma e a rua João das Regras”.

As obras que se podem ver na foto são fruto disso mesmo. A Câmara Municipal de Lisboa explicou que “estão a ser feitos ajustes ao projeto inicial no troço entre a Praça do Chile e a rua Febo Moniz” após ter sido feita uma “avaliação pelo município durante este período” e depois de terem sido ouvidos “vários grupos de interesse, como moradores, associações de utilizadores de bicicleta, junta de freguesia e assembleia municipal”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A separação dos sentidos para a bicicleta deverá acautelar as condições de segurança e circulação necessárias para este modo, mas também vai permitir que, em caso de avaria de um automóvel, seja possível contorná-lo sem invadir o canal ciclável”, explicou a autarquia na resposta enviada ao Observador.

A câmara realça que, apesar de a ciclovia não estar concluída, entre “junho e outubro de 2020, foi possível observar que o volume de ciclistas na Av. Almirante Reis cresceu 140% após a introdução da ciclovia pop-up”.

Conclusão

A ciclovia da Avenida Almirante Reis não está a ser desfeita como sugere a publicação em causa. A Câmara Municipal de Lisboa explicou ao Observador que está a haver obras para que sejam feitos “ajustes” após alguns meses de testes e de terem sido ouvidos moradores, ciclistas e entidades responsáveis, e essas mudanças vão também refletir-se no melhoramento e aumento da ciclovia entre a Praça do Chile e a Avenida Guerra Junqueiro e entre a rua da Palma e a rua João das Regras.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge