A conta está errada e os valores não são atuais. Dois motivos suficientes para dizer que uma publicação que corre as redes sociais é falsa. A publicação em causa, partilhada no Facebook, tem data de 12 de maio de 2019 e diz: “Portugal recebeu da UE 9 milhões de euros durante 25 anos. Feito bem as contas resulta em 82 mil milhões de euros no total. Este valor a dividir por 10 milhões de portugueses dá a cada um de nós durante estes 25 anos cerca de 8 milhões de euros. E agora estamos ‘tesos’ o que mostra bem o poder destrutivo das quadrilhas pulhiticas e seus compadres, banqueiros corruptos e demais chulos nacionais!”

Por estar a ser novamente partilhada — terá tido mais de 6,3 mil visualizações em 24 horas — foi marcada como potencial notícia falsa por aquela rede social. O que se confirma, mesmo que alguns dos dados citados estejam corretos.

A referida publicação remete diretamente para o estudo “25 Anos de Portugal Europeu”, realizado pela consultora Augusto Mateus & Associados para a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) e que é referente ao período entre 1986 e 2011, tendo o trabalho sido publicado em maio de 2013.

Quanto aos números, Portugal recebeu, de facto, 9 milhões de euros em média por dia durante o referido período de 25 anos, sendo que o total do valor que o país viu entrar proveniente da Europa entre 1986 e 2011 foi de 80,9 mil milhões de euros em fundos estruturais e de coesão. O mesmo documento referia que o valor poderia chegar aos 96,7 mil milhões de euros até ao final de 2013, ano em que terminava o QREN (Quadro de Referência Estratégica Nacional).

No que diz respeito à hipotética divisão do total dos fundos pelos 10 milhões de portugueses, que daria 8 milhões de euros por cada cidadão nacional, o resultado é errado, já que a conta que aparece na publicação está mal feita.

A publicação já teve centenas de partilhas

Assim, e pegando nos números referidos no estudo “25 Anos de Portugal Europeu” e arredondando a população do país para 10 milhões de habitantes, a conta deveria ser feita deste modo: 80900000000:10000000=8090. Ou seja, 80,9 mil milhões de euros a dividir por 10 milhões é igual a 8.090 euros. Caso os fundos europeus recebidos nesse período de 25 anos tivessem sido equitativamente distribuídos pela população — e não é assim que se processa a distribuição de fundos —, cada português teria direito a pouco mais de 8 mil euros.

Conclusão:

Falso. Portugal recebeu, de facto, 9 milhões de euros, em média por dia, em fundos europeus durante 25 anos, mas estes valores são referentes ao período entre 1986 e 2011, estando, assim, desatualizados. Falar deles como sendo atuais é enganador. Além disso, o valor total, nesse período, ascendeu a 80,9 mil milhões de euros que, a dividir pelos 10 milhões de portugueses, daria 8090 euros por cidadão e não os 8 milhões referidos na publicação do Facebook.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge