816kWh poupados
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Henrique Pinto de Mesquita

Colunista

Edito livros sobre muitas coisas na Porto Editora. Fui jornalista de política no PÚBLICO e no Sol; antes, estudei Cultura Europeia na London School Economics — onde me foquei em Filosofia Europeia e defendi que os memes da internet são uma expressão da pós-modernidade. Além de livros, gosto de música, praia e cerveja. E de escrever, claro, coisa que agora faço por aqui.

Artigos publicados

dias atlânticos

O Estado deve lutar para que não nos matemos

A depressão será a grande pandemia do século XXI — e cabe aos Estados encontrar formas de a mitigar, com políticas públicas que procurem que eu, os meus amigos e os demais cidadãos não nos matemos.
dias atlânticos

Quem escondeu o lanchinho do Sebastião?

Como nos descobrimentos ou na neurociência, também aqui seremos pioneiros: os primeiros a eleger para a Europa um eurodeputado que não pode brincar com tesouras.
dias atlânticos

Bacalhau tikka massala

Gosto de descer a rua e poder conversar com pessoas que cresceram nas montanhas dos Himalaias, de provar sabores que os meus antepassados nem sonhavam, de ouvir instrumentos musicais que não imaginava
dias atlânticos

Os estúpidos filmam-se e só nos resta agradecer

É um Deus moderno, digital e cool, o nosso — um que percebeu, finalmente, que a única coisa que realmente interessa às suas criaturas é rirem-se umas das outras. É o fim de linha.
dias atlânticos

A sorte não dá trabalho

Sabemos que é uma injustiça uns nascerem com tanto e outros sem nada — e por isso só nos resta defender políticas públicas capazes de melhorar as condições dos que não nascem como nós.
Presidenciais 2021

Porquê Mayan e porque não os outros?

Tiago Mayan Gonçalves mostra que é possível haver uma direita humanista, civilizada e com uma visão estratégica rumo à prosperidade económica. O seu único preconceito é não ter preconceitos.
Sociedade

Os meus amigos

Dos meus amigos quero calor. Quero saber que sejam bons. Quero saber que queiram saber. Cada um de nós é uma pequena embarcação. Uns à deriva, outros não. Partilhamos o rio.
Música

Adeus e obrigado, Allen

Portugal precisa urgentemente de ouvir Allen Halloween: do beto ao guna, do rural ao cosmopolita, do patrão ao empregado, da Igreja ao Estado. É absolutamente necessário ouvir o outro.

A história das quatro holandesas

Muitos já poderão ter ficado a saber da funesta notícia através dos tabloides internacionais, mas achei por bem transmitir-vos a história verdadeira; clara, transparente, contada pela minha pessoa.
Jovens

Perdeu-se o gosto pelo belo?

Falta-nos cultura. A maior parte de nós é inculto e não procura colmatar isso. Na maioria dos casos não tem a ver com provir de certo estrato social, antes pela nossa preguiça e vício pelo prazer raso
Toxicodependência

Fernanda Câncio, a droga não é "cool"

Venha ao Bairro do Pinheiro Torres no Porto. Apanhamos o 204 e passamos lá uma hora. Verá que as pessoas que consomem em festivais não são bem as mesmas que estão deitadas nas ruas do Pinheiro Torres.
Jovens

Ouvir Capitão Fausto para ler uma geração

Qual é a razão do desenquadramento? Qual é a razão para o desinteresse e a procrastinação serem as epidemias da Geração Capitão Fausto? Serão questões existenciais, ou é efectivamente mimo em demasia?
Marcelo Rebelo de Sousa

Guerra das Estrelas: Cristina contra-ataca

Não volte a pensar, caro leitor, que é apenas de uma mera mensagem pessoal de força. É diplomacia outra vez. É a mensagem conducente do assentar da poeira. É a conclusão da visita às três capelinhas.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos