Logo Observador
Neurociência

Joshua Sparrow, divulgador do método Brazelton, vem a Lisboa

1.211

Joshua Sparrow, diretor do Brazelton Touchpoints Center, vem a Lisboa a 26 de janeiro no âmbito da conferência "Love Synapses". O método Brazelton tem ajudado muitos pais a perceber os seus bebés.

PHILIPPE HUGUEN/AFP/Getty Images

Joshua D. Sparrow, diretor do Brazelton Touchpoints Center e co-autor com o famoso pediatra T. Berry Brazelton de 8 livros sobre pedagogia infantil, vai estar em Lisboa no próximo dia 26 de janeiro na Conferência Internacional “Love Synapses — Building Strong Children, Families and Communities”, que decorre durante dois dias na Fundação Calouste Gulbenkian.

A conferência é organizada pela Fundação Brazelton/Gomes-Pedro para as Ciências do Bebé e da Família e reúne especialistas nacionais e internacionais em torno das mais atuais perspetivas sobre o desenvolvimento da criança, uma discussão que terá por base a importância do apoio às famílias nos períodos sensíveis (touchpoints) dos primeiros anos de vida da criança.

Charles Nelson, professor de Pediatria e Neurociências da Universidade de Harvard e Kevin Nugent, diretor do Brazelton Institute em Boston, nos EUA também serão oradores na conferência, que será encerrada pelo ex-Presidente da República, Jorge Sampaio.

Se é pai ou mãe e quer assistir ao vivo às apresentações e troca de ideias sobre método Brazelton, cunhado pelo pediatra norte-americano, pode inscrever-se na conferência aqui.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: erodrigues@observador.pt
Ciência

O suicídio não deve ser notícia sensacionalista

Pedro Afonso
157

O suicídio é um problema de saúde pública, e o tema não deve ser abordado de forma sensacionalista. Cada caso encerra um mistério, uma história de vida muitas vezes dramática, e com grande sofrimento.

Brexit

E se não passar de uma brincadeira?

Ricardo Santos

Os mercados parecem estar descrentes ou da saída, ou das palavras da União Europeia. Tendo em conta os desenvolvimentos dos últimos dias, a primeira hipótese parece mais provável.