Logo Observador
Cultura

Sugestões para um fim de semana em cheio

119

Estreias apetecíveis no teatro, uma homenagem a David Bowie, outra ao realizador japonês Hayao Miyazaki e um festival de tango são algumas das nossas sugestões para o fim de semana.

Este domingo às 18h00 celebra-se David Bowie na discoteca lisboeta Lux Frágil

MAURIZIO GAMBARINI/EPA

agenda-cultural-inverno_NORTE

Depois do período das festas a meio gás, os teatros voltam com boa programação em força. O vimaranense Centro Cultural Vila Flor acolhe a estreia de “Subterrâneo“, a partir de Cadernos do Subterrâneo do autor russo Fiódor Dostoiévski, esta sexta-feira, às 22h00. A peça marca o regresso de Nuno Cardoso à representação, aqui com Luís Araújo como encenador. Os dois vão estar depois à conversa no foyer do pequeno auditório. Os bilhetes custam 7,50 euros.

O GNRation, em Braga, agradece ao realizador japonês Hayao Miyazaki — que acaba de fazer 75 anos — por todo o bom cinema de animação que ele deu ao mundo. Vai daí, desenhou todo um programa dedicado a ele, na sexta-feira e no sábado, com a exibição de filmes como “Castelo Andante” ou “A Princesa Mononoke”, e a série “Conan, O Rapaz do Futuro”, exibida no final dos anos 1970 na RTP. Destaque para o filme-concerto de sábado à noite, a cargo de Noiserv, desenhado de propósito para a ocasião. Por três euros, o público pode ter acesso a todos os filmes durante os dois dias. Se quiser incluir o concerto paga sete euros ao todo. É quase dado.

Sabia que há um mágico portuense a fazer sucesso nos Estados Unidos? Hélder Guimarães venceu em 2012 a 44.ª Cerimónia da Academia de Artes Mágicas de Hollywood, um reconhecimento dos membros da Academia que equivale a um Oscar do Ilusionismo. Em 2013 esteve na Broadway com “Nothing to Hide”, espetáculo produzido por Neil Patrick Harris. E entre quinta-feira e domingo vai estar no Teatro do Bolhão a mostrar o que de melhor se faz lá fora dentro desta arte de surpreender o público. A entrada em “Verso” custa 15 euros mas já só há bilhetes para a data extra de sábado, às 16h00. Corra.

O Teatro Nacional São João, no Porto, recebe esta quinta-feira, e até ao final do mês, Doce Pássaro da Juventude, de Tennessee Williams, com Maria João Luís, Rúben Gomes, Américo Silva, Catarina Wallenstein, Eugeniu Ilco e Isabel Muñoz Cardoso. A encenação que Jorge Silva Melo estreou no ano passado, no S. Luiz, ajuda a contar a história de uma atriz em fase decadente, anestesiada para se esquecer do passado glorioso e dos doces anos da sua juventude. Para ver na quarta-feira às 19h00, de quinta a sábado às 21h00 e ao domingo às 16h00, com bilhetes entre os 7,50 e os 16 euros.

Abertura simultanea das Galerias da Miguel Bombarda

No sábado, a partir das 16h00, passe pelo quarteirão das artes de Miguel Bombarda, no Porto. ©Fernando Fontes / Global Imagens

As primeiras inaugurações de 2016 no quarteirão de Miguel Bombarda, no Porto, estão marcadas para este sábado, às 16h00. Neste dia, as galerias de arte contemporânea e as lojas de diferentes criadores alteram os espaços e apresentam as novas coleções, as ruas enchem-se de animação e há performances, DJs e alguns concertos. Tudo com acesso livre. Confuso? Também se pode inscrever numa das visitas guiadas que a Porto Lazer está a organizar às galerias, conduzidas por alunos de arte da Escola Superior de Educação. É aproveitar, porque as próximas inaugurações só acontecem em março.

Voltando ao teatro, esta sexta-feira às 21h00 o Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto, recebe em estreia absoluta “Dos Mundos Interiores“. Tem texto e encenação de Luís Mestre, que remete o público para a solidão feminina. Conta-se a história de uma mulher — representada por Ana Vargas e Tânia Dinis — que decide abandonar uma festa dormente para, sozinha e de flute de champanhe na mão, refletir sobre as incertezas de ser e de pertencer. Em cena até 24 de janeiro, quarta-feira às 19h00, de quinta a sábado às 21h00 e domingo às 16h00. Os bilhetes custam 10 euros.

Do outro lado do Douro começa o CALE-se Festival Internacional de Teatro de Gaia. Para o número redondo da 10.ª edição, o evento que dura dois meses abre no sábado, às 22h00, com o grupo Farrapo Teatro, de Santiago de Compostela, com a peça “Frio”, uma adaptação de “O capote” de Nicolai Gogol. Os bilhetes custam cinco euros.

agenda-cultural-inverno_CENTRO

Para celebrar os 75 anos de vida do maestro António Victorino D’Almeida, a Temporada Darcos 2016 encomendou ao criador uma obra sinfónica cuja estreia absoluta acontece este sábado no Teatro-Cine de Torres Vedras, às 21h30 (no domingo repete no Centro Cultural de Belém, em Lisboa). A obra vai ser interpretada pela Real Filharmonía de Galicia, de Santiago de Compostela, que depois também tocará obras de Mozart, Rossini e Brahms. O concerto terá direção musical de Nuno Côrte-Real e a acompanhar estará o lírico italiano Nicola Ulivieri. Os bilhetes custam apenas cinco euros.

Na música, o compositor e mestre do cavaquinho Júlio Pereira atua no Cine Teatro António Lamoso, sábado, às 22h00, com bilhetes entre os seis e os 10 euros. Em paralelo inaugura no mesmo local a exposição itinerante “70 Cavaquinhos 70 Artistas”, patente até 6 de fevereiro. Também sábado à noite, mas 40 quilómetros a sul, no Cineteatro Alba, em Albergaria-a-Velha, vão estar os Best Youth a promover o disco Highway Moon. A entrada custa oito euros. Se procura mais concertos, pode encontrar alguns na nossa agenda semanal.

pouco barulho

No Cartaxo pede-se “Pouco Barulho”, mas o público pode rir-se à vontade. ©Neno Photo /Divulgação

No Centro Cultural do Cartaxo pede-se Pouco Barulho, mas vai ser difícil conter o riso. Depois da estreia, na semana passada, esta encenação de Frederico Corado a partir de um texto de Michael Fryan (com o qual venceu um Laurence Olivier Award de Melhor Comédia e um Drama Desk Award) é o teatro dentro do teatro. Passado na noite de estreia da farsa “Nothing On”, à medida que o elenco avança pelo ensaio geral as coisas não podiam estar a correr pior. Para conhecer o resto da história reserve as noites de sexta-feira e sábado, às 21h30, e domingo às 16h30. Os bilhetes custam cinco euros.

Esta quinta-feira foram anunciados os nomeados aos Óscares e um dos filmes com mais hipóteses de vencer estatuetas douradas é “A Queda de Wall Street“, também com estreia nacional esta quinta-feira. O filme de Adam McKay com Steve Carell, Christian Bale e Brad Pitt recua até 2007, quando a crise do subprime rebentou e fez alastrar uma crise financeira que até abanou Portugal. A trama está contada de forma cómica e procura explicar alguns conceitos económicos, para que o espectador não se perca dentro desta história que nos afetou, de certa forma, a todos. Não deixe de ver.

agenda-cultural-inverno_SUL

Janeiro de 2016 vai ficar para sempre marcado como o mês em que perdemos David Bowie. Várias personalidades portuguesas ligadas à música juntaram-se para homenagear o camaleão e criaram o evento “Loving the Alien“. O lema é: “Queremo-nos juntar para o celebrar. Todo! A música, a dança, a vida, a liberdade, a diferença, o amor, a arte. A arte de amar a diferença. Vamos festejar a eternidade!” A celebração está marcada para as 18h00 de domingo, na discoteca lisboeta Lux Frágil, e é de entrada livre. Pede-se aos interessados que se vistam e maquilhem um pouco (ou muito) à imagem do homem que foi uma influência musical, estética e de rebeldia para com as regras e o politicamente correto. A dar música vão estar, por exemplo, João Peste dos Pop Dell’Arte, Moullinex, Xinobi, Joaquim Albergaria dos PAUS, DJs como Rui Vargas e Rui Maia (X-Wife, Mirror People) e jornalistas como Inês Meneses, Vítor Belanciano e Nuno Galopim.

A galeria Underdogs, em Lisboa, inaugura esta sexta-feira “A Mind of its Own“, uma exposição individual da artista portuguesa Maria Imaginário. Todos os trabalhos são novos e partem das observações e vivência pessoal da artista. O famoso “coraçãozinho de merda” fica assim para trás. Quem for à galeria vai encontrar sobretudo telas e esculturas, que ali ficarão até ao dia 13 de fevereiro. O acesso é livre.

Após uma das primeiras aparições públicas do trio formado pelo baterista Ches Smith, o pianista Craig Taborn e o violista Mat Maneri, no New York Winter Jazz Festival de 2014, Peter Margasak escreveu no Chicago Reader que tinham sido eles os protagonistas do melhor concerto do fim de semana. A Culturgest, em Lisboa, dá a oportunidade aos portugueses de verem o trio interpretar o novo álbum The Bell, que será editado na sexta-feira. O concerto custa cinco euros e está marcado para domingo, às 21h30.

Depois da estreia no Porto, o espetáculo O Nome da Rosa chega ao Teatro Nacional D. Maria II, esta quinta, sexta e sábado às 21h00 e no domingo às 16h00. Pedro Zegre Penim e Hugo van der Ding têm como objetivo olhar para o passado da atleta Rosa Mota e convidaram-na para o elenco, onde também entram os atores Mariana Magalhães, Pedro Zegre Penim, Hugo van der Ding, Joana Magalhães, Mafalda Banquart, Xana Novais e Luísa Osório. Bilhetes a partir de cinco euros.

ACdE_imagem_testes_finais

Os mais novos podem acompanhar uma “Caminhada dos Elefantes”, sábado e domingo às 16h00 em Lisboa. ©Divulgação

Os mais novos vão poder participar na Caminhada dos Elefantes que acontece sábado e domingo à tarde no Teatro-Estúdio Mário Viegas, em Lisboa. E não é preciso ter medo destes dumbos gigantes, já que o espetáculo conta a historia de um homem e de uma manada de elefantes. Quando o homem morre, os elefantes fazem uma caminhada misteriosa a sua casa, para lhe prestar uma última homenagem: não era um homem qualquer, era um deles. As crianças pagam três euros de entrada, os adultos sete.

A banda Terrakota lançou uma campanha de crowdfunding para angariarem verbas que lhes permitam lançar o sexto disco. Na Sociedade Harmonia Eborense dá-se uma ajuda, esta sexta-feira a partir das 23h00, com uma festa animada pelos Kota Soundsystem. Sim, são os músicos dos Terrakota que vão estar responsáveis pela música. Já agora, no sábado, no mesmo local, há o bom rock dos Cave Story.

O céu limpo do Algarve é ótimo para quem gosta de observar as estrelas. No sábado, às 19h00, quem quiser pode participar numa observação astronómica organizada pelo Centro Ciência Viva de Lagos. Com a ajuda de telescópios será possível descobrir ou revisitar “aglomerados de estrelas, galáxias distantes e muito mais”, promete o centro. Porque as condições atmosféricas são imprevisíveis, a iniciativa está condicionada ao bom tempo. O acesso é livre.

Em Faro decorre a terceira edição do Tango Fest, no Teatro das Figuras. Na sexta-feira e no sábado há workshops de tango argentino para públicos de nível iniciado, médio e avançado. No sábado mostra-se o espetáculo “Mi Buenos Aires Querido”, da companhia La Porteña Tango, dedicada à música eleita Património Imaterial da Humanidade em 2009.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: socoelho@observador.pt