Moda

Esta portuguesa está a mudar as “abayas” do Médio Oriente

2.101

A viver em Omã, Sara Marques passou a ter de vestir uma "abaya" todos os dias para cobrir o corpo. Depois começou a desenhar as suas próprias túnicas, criou uma marca e já está a ter sucesso.

Autor
  • Raquel Salgueira Póvoas
Mais sobre

Estilo árabe cool e moderno. Assim se apresentam as peças da Boho Abaya, uma marca de roupa criada pela portuguesa Sara Marques, atualmente a viver em Omã, “um país maravilhoso do Médio Oriente”, como ela o descreve.

Habituada aos calções curtos, aos tops sem questões quanto ao decote e às cores e padrões alegres, Sara teve de adaptar o guarda-roupa a uma nova realidade: a das mulheres que cobrem o corpo com longas abayas – um género de túnica comprida que completa a indumentária árabe feminina. Foi então que em abril deste ano, “inspiradas pela atmosfera e motivadas pela necessidade”, Sara e uma amiga madrilena, também ela amante de roupas curtas e decotadas, identificaram uma oportunidade: “Decidimos criar uma marca de roupa na qual pudéssemos reunir o estilo mais cool da Europa — o boho — com a clássica tradição árabe — a abaya.”

Boho Abaya, praia, 2016, lifestyle, roupa, médio oriente,

Sara Marques usa as próprias roupas que cria. © Michael Matias / Observador

E assim nasce a Boho Abaya, pela necessidade de oferecer às mulheres do Médio Oriente vestuário prático, com respeito à tradição local, cruzando-o com padrões de estilo étnico e sofisticado, e alguns detalhes como franjas ou alças a cruzar nas costas.

Os costumes locais exigem alguma contenção, pelo que as minissaias, os calções curtos e os grandes decotes, além de não serem bem aceites, tornam-se até desconfortáveis. Não obstante tal facto, a verdade é que as mulheres locais são, além de lindíssimas, bastantes elegantes e sensuais, o que prova que, ainda que tapadas, podemos sempre mostrar o nosso próprio charme”, explica Sara ao Observador, durante uma passagem por Portugal.

Com muita dedicação envolvida na escolha dos tecidos — “perdemos bastante tempo na procura e depois tentamos usar o tecido da forma que melhor se ajuste ao nosso conceito” — a marca tem feito sucesso em Omã, e desde abril já foram vendidas 200 peças.

Boho Abaya, praia, 2016, lifestyle, roupa, médio oriente,

As criadores da marca investem bastante tempo na procura dos tecidos. © Michael Matias / Observador

No Médio Oriente somos constantemente paradas na rua por pessoas que querem saber como comprar as nossas peças, já tivemos, inclusivamente, uma encomenda de uma noiva”, conta a designer.

E se o público-alvo eram de facto as mulheres árabes ou as expatriadas residentes no Médio Oriente, rapidamente se percebeu que o sucesso poderia ir além-fronteiras, quando algumas portuguesas decidiram fazer encomendas. “Em Portugal já vendemos 25 e temos vários pedidos de mais abayas para produzimos já no regresso de férias”, diz Sara.

Boho Abaya, praia, 2016, lifestyle, roupa, médio oriente,

O estilo da Boho Abaya está também a cativar as mulheres portuguesas que agora começam a fazer encomendas. © Michael Matias / Observador

As Boho Abayas custam entre 45€ e 150€ e brevemente serão fabricadas e comercializadas em Portugal. Para já, as encomendas podem ser feitas na página de Facebook da marca, mas nada como espreitar mais modelos e pormenores na galeria de imagens inicial.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site