Logo Observador
Estilo de Vida

Biblioterapia. A cura através dos livros já existe numa clínica de Lisboa

10.484

Pomadas de Saramago? Remédios de Anna Karenina? Anti-inflamatórios de Proust? A cura através dos livros é possível e o The Therapist abriu as primeiras consultas de biblioterapia de Lisboa.

A terapia usa os livros como remédio para uma vida saudável.

Getty Images

Se há espaço em Lisboa que não pára de nos surpreender, e que se tornou um dos mais fortes polos de criatividade da capital, é a Lx Factory. Nos edifícios arruinados de outros tempos o feio faz-se belo e os projetos mais sui generis mostram-nos a face do futuro. Na passada sexta-feira, dia 24, as instalações da antiga agência de publicidade Norma Jean (mais conhecidas como “o edifício cor-de-rosa”), abriram como um polo de Eco-Lifestyle, onde as medicinas alternativas e a cozinha biológica se juntam ao home design sustentável, inspirado nas ancestrais tradições portuguesas e a um day SPA e loja só com produtos biológicos. São elas The Therapist, Boa Safra e Organii. Três conceitos que materializam uma nova forma de viver.

The Therapist, uma ideia de Joana Teixeira. Uma clínica de medicinas alternativas que quer ser uma “escola de vida”. © Divulgação

Mas a grande e insólita novidade é mesmo aquela que nos oferece o The Therapist e que é a Biblioterapia. Para quem acha que os livros são apenas fonte de conhecimento, para quem acha que eles são apenas fonte de entretenimento ou mesmo para aqueles que os aboliram das suas vidas, há agora uma nova função a considerar quando se pensa em romances, poesia, ensaios ou biografias: a saúde física, psíquica. E se já houve quem se tivesse curado de um desgosto de amor ao ler O Memorial do Convento, de José Saramago, também haverá quem tenha recuperado de longas doenças com os sete volumes de Em Busca do Tempo Perdido de Proust e quem tenha arrumado as dores de dentes ao ler Os Meus Problemas de Miguel Esteves Cardoso. E talvez aquela angústia que ataca a certas horas do dia se purgue com um bom policial ou aquela indecisão sobre o futuro da sua relação se resolva com as Cenas da Vida Conjugal de Ingmar Bergman.

César Ferreira, formado em Filosofia e mestre em Ciências da Comunicação, é biblioterapeuta e reading coach. Em entrevista ao Observador garante que “não vai receitar Chagas Freitas nem Gustavo Santos”, que não se vai querer “sobrepor aos médicos” mas apenas “mostrar que a literatura transformada em conhecimento, tranquilidade de espírito, em resiliência, pode melhorar muito a nossa vida“.

As consultas (60€ por pessoa) implicam um conhecimento prévio do paciente, um diagnóstico dos seus problemas de saúde mas também dos hábitos de leitura, dos autores e géneros que está a ler, para depois criar um plano de leitura adequado. O biblioterapeuta garante que estas consultas são particularmente úteis nos adolescentes, pois ajudam-nos a “aprender a ler, aprender a estudar, tirar mais partido dos livros ou mesmo fazê-los descobrir o prazer único de ler um livro, de ali encontrar respostas às suas angústias”.

Remédios literários para o corpo e para a alma, em parceria com a Ler Devagar. © Divulgação

“Muitas pessoas não gostam de ler porque nunca encontraram o livro certo para elas”, diz ainda César Ferreira, que lembra que “a aquisição de linguagem é fundamental para se ser um líder, para lidar com as tensões e exigências do trabalho e da sociedade”. Para além da consulta de biblioterapia haverá ainda sessões de Leituras Massajadas (na qual o paciente lê enquanto recebe uma massagem).

A ideia das consultas de biblioterapia foi de Joana Teixeira, a ideóloga e diretora do The Therapist, que se juntou a José Pinho das livrarias Ler Devagar e Ferin para criar este inovador polo de incentivo à leitura que terá ainda atividades destinadas às crianças onde, a partir de um conto, se refletirá sobre as problemáticas do mundo atual. O conceito é inovador em Lisboa mas existe desde maio de 2016 no Porto.

Se a alma deste polo de Eco-Lifestyle é a aprendizagem para regressar a um estilo de vida mais simples e assente em consumos menos voláteis e prejudiciais à saúde do corpo e do planeta, Joana Teixeira propõe ainda uma “Escola da Vida” para sobreviver ao quotidiano. São workshops e aulas para aprender coisas básicas como preencher o boletim de IRS, cozinhar de forma saudável, pregar quadros, gerir a agenda ou trabalhar em equipa. A clínica The Therapist dispõe ainda de terapêuticas não convencionais como Medicina Tradicional Chinesa, Naturopatia, Ayurveda, Terapia Quântica e uma cafetaria “flexitariana” (vegetariana com opções de carne/peixe). É um espaço destinado a almoços e lanches cuja ementa, feita com alimentos biológicos, eliminou os laticínios e os açúcares refinados.

Antes ou depois da consulta de biblioterpia pode experimentar a ementa “flexitariana” do complexo de Eco-Lifestyle. © Divulgação

Design português, produtos biológicos e um spa

Uma ida ao edifício cor-de-rosa da Lx Factory implica passar pelos outros dois espaços do complexo para conhecer as incríveis propostas de mobiliário e design da Boa Safra, como os bancos de bunho do Ribatejo, os cabides feitos de raízes de plantas mortas do Alentejo ou os bancos de “três patas” das Beiras, feitos com rodados de carros de bois — todos assinados por designers e artesãos portugueses. Objetos igualmente fascinantes são os da loja/day spa Organii. Aqui, além de produtos de beleza biológicos e roupas de bebé, há um spa que disponibiliza tratamentos de rosto e de corpo feitos com marcas 100% biológicas. “São produtos de alta qualidade e que partilham valores como a ecologia, o comércio justo, a preocupação ambiental, o respeito pelos animais, a produção sustentável e a vida saudável”, explica Cátia Curica, uma das duas irmãs fundadoras do projeto. A loja da Organii vai ter ainda à venda um conjunto de marcas portuguesas como a Stró, Margarida Fábrica, Sugo Cork Rugs, Maria Descalça, Carlota Barnabé, Trinca, 1/1, Histórias de Inventar, Casa do Bosque, Cordame e Herbas.

A loja da Organii Concept Store tem objetos ecológicos de marcas portuguesas que se aliam à roupa de bebé, produtos de beleza e ao day spa com sessões especiais para grávidas. © Divulgação

Este polo de Eco-Lifestyle vai funcionar todos os dias da semana entre as 11h e as 20h, à exceção da Boa Safra que fecha pelas 19h. A Organii e a Boa Safra fecham à hora do almoço, entre as 13h e as 14h, e o Organii Bio Day SPA encerra ao público ao domingo e à segunda-feira.

Artigo atualizado dia 29.03.2017 para esclarecer que as consultar de biblioterapia são as primeiras de Lisboa mas não do país.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt