Logo Observador
Celebridades

Princesa Charlotte faz dois anos e Casa Real divulga nova (e amorosa) fotografia

377

Para celebrar o segundo aniversário da princesa Charlotte, que se assinala esta terça-feira, William e Kate divulgaram mais uma fotografia da irmã de George, quarta na linha de sucessão ao trono.

Já começa a ser tradição: se há um ano a família real britânica divulgou quatro fotografias inéditas da princesa Charlotte, a propósito do primeiro aniversário da pequena, agora, um dia antes de completar dois anos, há mais um retrato. Ei-la, de madeixas castanhas claras a emoldurarem o rosto redondo e bochechudo, gancho azul na cabeça e uns grandes olhos acinzentados distraídos, longe do foco da câmara. Na imagem, Charlotte veste um cardigan amarelo com referências a ovelhas.

A fotografia em causa foi tirada por Kate em Anmer Hall, residência da família real britânica em Norfolk, a norte de Londres, à semelhança das fotografias divulgadas aquando dos primeiros seis meses de vida da irmã do príncipe George.

Princesa Charlotte já tem seis meses (e duas novas fotos)

Em nota oficial, o Kensington Palace diz que tanto o duque como a duquesa estão “muito contentes por partilhar a fotografia” numa altura em que celebram o segundo aniversário da filha. “Suas majestades gostariam de agradecer a todos pelas mensagens de carinho que têm recebido e esperam que todos apreciem esta fotografia.”

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt
Comida

Gastronomia com Ciência

Hélio Loureiro

Uma das práticas e pontos chaves da dieta mediterrânica é o comer em família, partilhar, conviver. A própria palavra, comer tem esse mesmo significado: com (na companhia de...) e er (repetição).

Família

O cabanão (segunda crónica estival)

Maria João Avillez
130

Mas a quem preocupa hoje o esmorecimento do modelo tradicional familiar se ele é propagado como tendo passado de moda, saído de linha, estar “descontinuado”?

Educação

O Filipa e a escola pública

Maria José Melo

Portugal só será realmente um país civilizado quando existir consciência cívica por parte de todos os cidadãos. Foi esta visão que adquiri no Liceu D. Filipa de Lencastre e me acompanhou toda a vida.