Orçamento do Estado

BE quer legislação sobre reformas aos 60 anos aprovada antes do OE

537

Catarina Martins defendeu, este sábado, que a reforma por inteiro aos 60 anos, tendo em conta quem começou a descontar antes dos 15, deve ser aprovada ainda antes do próximo Orçamento do Estado.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

A coordenadora do Bloco de Esquerda defendeu este sábado que a legislação para permitir a reforma por inteiro aos 60 anos de quem começou a descontar antes dos 15 anos deve estar pronta antes do próximo Orçamento do Estado.

“Achamos que este pacote específico para vítimas de trabalho infantil, para quem começou a descontar antes dos 15, deve estar pronto o mais rápido possível e antes do Orçamento do Estado [para 2018]”, referiu este sábado a coordenadora do Bloco de Esquerda.

Catarina Martins falava em Braga, após uma visita ao Mercado Municipal, onde que foi confrontada por muitos populares com longas carreiras contributivas, mas que continuam sem ter direito à reforma.

“Dar já o direito à reforma a quem tem 60 anos e começou a trabalhar criança é uma medida comportável do ponto de vista financeiro pela Segurança Social sem nenhum problema”, afirmou.

Catarina Martins acrescentou ainda que essa é uma medida “da mais elementar justiça” para a geração que foi “vítima de trabalho infantil” e para os jovens atuais que querem entrar no mundo do trabalho.

Por isso, Catarina Martins defendeu que essa matéria deve ser legislada de imediato. “Sem prejuízo de, depois, continuarmos a negociar sobre outras matérias das pensões”, ressalvou.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Mário Centeno

Cristiano Ronaldo ou Pedro Barbosa?

João Cândido da Silva

Mário Centeno reconheceu que o Estado foi pior pagador em 2017. Pode ser o primeiro passo para desmentir que é um Ronaldo lá fora e um Pedro Barbosa cá dentro.

BBC

Civilização: uma herança frágil

João Carlos Espada

Faço votos de que a nova série sobre ‘Civilizações’ (no plural) exprima a mesma confiança nas virtudes da velha série sobre a singular ‘Civilização’: ordem, tranquilidade, decoro, modéstia e bom senso

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site