Aeroporto de Lisboa

Erro obrigou ao isolamento da área internacional do aeroporto de Lisboa

844

Devido a um erro, passageiros vindos de Dakar misturaram-se com passageiros do espaço Schengen, o que levou ao isolamento da área internacional do aeroporto de Lisboa como medida de segurança.

Inácio Rosa/LUSA

A área internacional do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, foi este domingo à noite isolada depois de um “erro de operação” que envolveu o desembarque de passageiros de um voo proveniente de Dakar, Senegal, confirmou à agência Lusa fonte do Ministério da Administração Interna.

Segundo a mesma fonte, houve um problema no processamento de um grupo de passageiros que chegou a Lisboa, vindo de Dakar, depois de o autocarro que os transportou do avião até ao terminal os ter deixado numa porta destinada a passageiros provenientes do espaço Schengen, o espaço europeu de livre circulação de pessoas.

Devido ao erro, os passageiros do voo proveniente do Senegal misturaram-se com os outros, sem terem sido submetidos aos controlos habituais de segurança para passageiros de fora da Europa.

Assim, a zona internacional do aeroporto teve de ser isolada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) para as autoridades poderem proceder à verificação documental de todos os passageiros.

A fonte do Ministério da Administração Interna não esclareceu que se tenha tratado de um problema de segurança nacional, mas informou que o incidente provocou atrasos no funcionamento regular do aeroporto, sem avançar números sobre os passageiros envolvidos ou voos foram afetados, remetendo mais informações para a ANA – Aeroportos.

A notícia começou por ser avançada pelo Jornal de Notícias, que avançou que o aeroporto de Lisboa teve de ser parcialmente evacuado, nas portas de embarque 41 à 47, por razões de segurança. Fonte da PSP, contactada pelo Observador, não quis confirmar nem desmentir, limitando-se a remeter o caso para os responsáveis do aeroporto.

Segundo o Jornal de Notícias, o alerta foi dado cerca das 21 horas, quando os passageiros que estavam nas portas de embarque da 41 à 47 foram obrigados, por elementos da PSP e da ANA – Aeroportos de Portugal, a abandonar a zona, para procederem a vistorias nas bagagens.

Fonte oficial da ANA Aeroportos confirmou depois à TSF que houve um “erro de operação”, que motivou atrasos de 30 a 45 minutos dos voos que partem de Lisboa.

A falha obrigou a que o aeroporto ficasse em estado de alerta e tivesse de retirar todos os passageiros da zona internacional para voltarem a passar pelo controlo de segurança e vistoria de bagagem.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rdinis@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site