Explicador

Caos nas urgências. O que se está a passar nos hospitais portugueses?

Janeiro 201811 Janeiro 20181.675
João Francisco Gomes

O que o Governo está a fazer para responder a este problema?

Pergunta 6 de 9

Antes do aparecimento das primeiras denúncias, ainda em dezembro do ano passado, o Ministério das Finanças tinha recusado a contratação de mais enfermeiros até ao final do ano. Na altura, a Ordem dos Enfermeiros condenou a recusa, sublinhando que a decisão podia comprometer a “segurança e a qualidade dos cuidados de saúde prestados”.

No fim de semana passado, em que surgiu a denúncia relativa a Faro, o primeiro-ministro anunciou a contratação de mais 200 enfermeiros para o SNS até ao final do mês de março, com o objetivo de reforçar a capacidade de resposta dos hospitais. De acordo com a Ordem dos Enfermeiros, esta contratação não vem a tempo, uma vez que já acontece depois do período crítico da gripe.

Questionado pelo Observador sobre se esta contratação acontece ao abrigo do plano de contingência para a gripe e sobre que medidas prevê tomar para responder a esta crise, bem como sobre qual o comentário que faz sobre as denúncias recentes, o Ministério da Saúde não respondeu até ao momento da publicação deste Explicador.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site