Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O banco Santander Totta emitiu esta terça-feira 750 milhões de euros em obrigações hipotecárias, pelo prazo de cinco anos, com um custo de emissão total de 1,625%, inferior ao da República Portuguesa.

É a segunda vez este ano que o Santander Totta faz este tipo de emissões. Em comunicado, o banco sublinha que esta emissão “representa uma diminuição significativa do custo de financiamento”, bem como “reflecte a sólida avaliação de risco do banco”.

Segundo o Santander Totta, a redução do custo de financiamento demonstra que existe um “o maior interesse dos investidores internacionais por activos financeiros portugueses, tendo os bancos portugueses já emitido mais de quatro mil milhões de euros desde o início do ano, em obrigações hipotecárias e dívida sénior, a que acrescem mais de seis mil milhões de euros em títulos de dívida pública de médio e longo prazos”.

A descida dos custos vai permitir “melhorar as condições de financiamento do sector privado”, segundo a instituição liderada por Vieira Monteiro. Em março, o Santander Totta fez a primeira emissão de 2014 em obrigações hipotecárias, no valor de mil milhões de euros, com um prazo de três anos e cupão anual de 1,5%. No ano passado, o Totta apresentou lucros de 102 milhões de euros. Ainda assim, menos de metade do resultado registado em 2012.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR