A freira Cristina Scuccia voltou a fazer das suas e, desta vez, chegou ao topo. A “irmã”, de 25 anos, venceu o programa italiano La Voz, uma adaptação do original The Voice, com 62,3% dos votos. Com a distinção vem a oportunidade de gravar um disco com a editora Universal Music.

Vestindo o hábito preto e com o crucifixo pendurado ao pescoço, Cristina agradeceu a Deus a vitória e recitou o Pai Nosso, perante a perplexidade dos organizadores do programa e da audiência. “A minha presença aqui não depende de mim, tenho de agradecer ao homem lá em cima”, disse, segundo o Telegraph.

A freira tinha pela frente um roqueiro de 28 anos, Giacomo Voli, com cabelos longos e encaracolados. Mas isso não a impediu de arrecadar a maioria dos votos. Ao longo do programa, Cristina somou sucessos atrás de sucessos com performances arrojadas para uma mulher de Deus. Interpretou temas da cultura pop como Girls just wanna have fun, de Cyndi Lauper, e What a feeling, do filme Flashdance. Chegou a cantar ao lado de Ricky Martin e de Kylie Minogue.

A irmã, que foi treinada pelo rapper italiano J-Ax, disse que se inspirou nas palavras do Papa Francisco, “saiam para as ruas”, para participar no programa. A aventura começou em março, numa primeira audição onde bastou-lhe entoar os primeiros versos do single No One, de Alicia Keys, para levar a audiência ao rubro. O vídeo da performance, no Youtube, obteve mais de 50 milhões de visualizações e superou o hit Gangnam Style, do coreano Psy. A performance tornou-se viral e até a própria Alicia Keys escreveu um tweet a apoiar a freira.

Apesar de ter ganho o direito a gravar um disco, a freira fez questão de dizer que vai regressar ao universo da fé: “Vou voltar às minhas prioridades”, que passam por orar, acordar cedo pela manhã e prestar auxílio escolar.