Os líderes da coligação do Governo britânico e o líder da oposição, em vez da habitual ronda de perguntas ao primeiro-ministro que deveria acontecer amanhã em Westminster, vão estar na Escócia, a fazer campanha pelo não à independência. David Cameron, Nick Clegg e Ed Milliband vão estar juntos numa mega ação, numa movimentação que muitos consideram “desesperada” face às sondagens que mostram que o sim pode mesmo ganhar.

O anúncio foi feito por David Cameron na sua página de Facebook em seu nome, do do seu parceiro de coligação, o liberal Nick Clegg, e do líder da oposição, Ed Milliband. Até ontem não havia qualquer previsão da entrada de Cameron na campanha e agora o primeiro-ministro veio dizer que, apesar de tudo o que divide as forças políticas britânicas, todos consideram que o Reino Unido “está melhor junto” do que separado.

Cameron

Segundo o editor de política do The Guardian, Patrick Wintour, a decisão desta visita conjunta dos líderes dos três maiores partidos do Reino Unido foi tomada com base no “desespero” pessoal do primeiro-ministro e na crença generalizada que era preciso uma “ação forte e drástica” para combater o crescimento do sim e revitalizar a campanha do não.

Ao mesmo tempo, Gordon Brown que esta semana está a fazer campanha pelo não, percorrendo a Escócia, anunciou um plano de 13 mil milhões de libras que dá mais poder ao governo regional no que diz respeito à cobrança de impostos e à aplicação destes fundos.