A taxa de desemprego em Portugal voltou a descer em setembro, para 13,6%, segundo o Eurostat, abaixo dos 13,9% de agosto e menos 2,1 pontos percentuais do que os 15,7% de há um ano.

Portugal registou assim, em setembro, uma das maiores quedas homólogas da taxa de desemprego entre os Estados-membros da União Europeia. Na Hungria, a queda foi maior (de 10% para 7,6%, mas com dados referentes a agosto) e em Espanha a taxa caiu os mesmos 2,1 pontos (ao passar de 26,1% para 24%).

Quanto ao desemprego jovem em Portugal, este desceu ligeiramente, passando de 35,6% em agosto para 35,2% em setembro. Há um ano atrás, o desemprego atingia 36,3% dos jovens portugueses até aos 25 anos.

Já na zona euro, a taxa de desemprego corrigida das variações sazonais ficou em 11,5% em setembro, o mesmo valor registado em agosto e ligeiramente abaixo dos 12% de setembro de 2013.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No conjunto dos 28 países da União Europeia, a taxa de desemprego fixou-se em 10,1%. Também neste caso é o mesmo valor do mês anterior e cai em relação aos 10,8% de setembro do ano passado.

As taxas de desemprego mais baixas continuam a registar-se na Alemanha (5%) e na Áustria (5,1%), enquanto as mais altas são verificadas na Grécia (26,4%, dados referentes a julho) e em Espanha (24%).