Mais três pessoas morreram este domingo no hospital de Vila Franca de Xira, elevando para quatro número de mortes por ‘legionella’. Uma quinta morte está sob investigação.

Segundo nota de imprensa da unidade hospitalar enviada à agência Lusa, “desde o último ponto de situação registaram-se dois óbitos, um homem de 66 anos de idade, e uma mulher de 81 anos, ambos com história clínica de patologia diversa e grave”, refere a mesma nota.

À tarde, à entrada para uma reunião na Direção Geral de Saúde, Francisco George confirmou a morte de mais uma pessoa. Uma quinta morte está a ser investigada, de forma a confirmar se foi causada por Legionella.

“Ainda não sabemos se a bactéria está na rede municipal, num estabelecimento como um hotel ou centro comercial, ou numa unidade fabril, por isso está tudo a ser investigado”, disse Francisco George. As análises recolhidas nos vários locais estão a ser analisadas no Instituto Dr. Ricardo Jorge.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O diretor-geral de saúde disse também que há 180 casos de Legionella, dos quais 24 pacientes estão internados nos cuidados intensivos.

De acordo com a Sic Notícias, as três vítimas mais recentes sofriam de patologias graves. Uma tinha leucemia grave, outro tinha sofrido um enfarte há pouco tempo e a terceira vítima tinha sofrido um acidente vascular cerebral.

A primeira vítima mortal, um homem de 59 anos, não resistiu à bactéria Legionella e morreu este sábado no hospital de Vila Franca de Xira.