Cinema

“Amour Fou” venceu Prémio de Melhor Filme do Lisbon & Estoril Film Festival

O festival de cinema organizado por Paulo Branco termina este domingo e anunciou todos os vencedores.

A realizadora Jessica Hausner agradeceu o prémio através de um vídeo

IAN LANGSDON/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O filme “Amour Fou”, da austríaca Jessica Hausner, venceu o Prémio de Melhor Filme do Lisbon & Estoril Film Festival, que termina este domingo, anunciou a organização.

“Amour Fou” é uma comédia romântica livremente baseada no suicídio do poeta Heinrich von Kleist, em 1811, em Berlim, no período do romantismo.

O Prémio Especial do Júri João Bénard da Costa foi atribuído a “Phoenix”, do alemão Christian Petzold, centrado em Nelly Lenz, uma sobrevivente de um campo de concentração que ficou seriamente desfigurada e é levada para Berlim por Lene Winter, da Agência Judaica. O prémio constitui uma homenagem ao cinéfilo e antigo diretor da Cinemateca Portuguesa João Bénard da Costa.

O Prémio Revelação foi para “Heaven Knows What”, dos norte-americanos Joshua e Bem Safdie, baseado na história de vida de Arielle Holmes, contada em livro, uma jovem heroinómana que, até há um ano, vivia nas ruas de Nova Iorque.

A atriz sueca, criada em Espanha, Ingrid García Jonsson, venceu o Prémio de Melhor Atriz com o papel desempenhado em “Hermosa Juventud”, do catalão Jaime Rosales.

“Angels of Revolution”, do russo Aleksei Fedorchenko, venceu o prémio Cineuropa.

O júri desta edição do Lisbon & Estoril Film Fest era composto pela fotógrafa norte-americana Nan Goldin, o escritor grego Dimítris Dimitriádis, a escritora e jornalista polaca Dorota Maslowska, o artista e realizador francês Philippe Parreno e o artista português Francisco Tropa.

Foi ainda atribuído o Prémio Meo, que distingue o trabalho dos alunos das Escolas Europeias de Cinema, e cujo júri este ano foi composto pelos escritores Peter Handke e Dulce Maria Cardoso e a figurinista Birgit Hutter.

A distinção foi atribuída ex-aequo a “Para pero Sigue”, de Lud Monaco, da Escuela de Cine Barcelona, Espanha, e a “Paul e Virginie”, de Paul Cartron, do Institut des Arts de Diffusion, Bélgica.

Nesta categoria foram ainda atribuídas Menções Honrosas a “Poço das Almas”, de Filipa Pinto, da Escola Superior de Teatro e Cinema, a “Saba”, de Sara Santos, da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, e a “Do Outro Lado”, de Artur Maurício, da ETIC – produções de alunos de escolas portuguesas.

O Lisbon & Estoril Film Festival decorreu desde o dia 7 de novembro e termina hoje em salas do Estoril, Cascais e de Lisboa.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
IAVE

Errare humanum est… exceto para o IAVE!

Luís Filipe Santos

É grave tal atitude e incompreensível este silêncio do IAVE. Efetivamente, o que sempre se escreveu nos anos anteriores neste contexto foi o que consta na Informação-Prova de História A para 2018.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)