A desflorestação na bacia brasileira do Amazonas aumentou de forma acentuada em outubro, em 450%, comparado com o mesmo mês do ano passado, denunciou uma organização não-governamental (ONG) na segunda-feira.

A área da alarmante perda equivale a 24 mil campos de futebol, comparou a Imazon, uma ONG que trabalha no apoio ao desenvolvimento sustentável neste ecossistema único e massivo.

O sistema de alerta para a desflorestação criado pela ONG apurou que a superfície desbastada nos nove Estados brasileiros situados na bacia amazónica atingiu os 244 quilómetros quadrados em outubro último, que comparam com os 43 quilómetros quadrados de há um ano.

Cerca de 60% da desflorestação ocorreram em terras detidas por privados ou ocupadas por agricultores.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Reduzir a perda do coberto arbóreo na bacia do Amazonas é considerado algo vital para responder ás alterações climáticas.

Estas informações foram divulgadas quando o Peru se prepara para acolher uma cimeira da Organização das Nações Unidas sobre o clima, entre 01 e 12 de dezembro.