Jordan Axani, de 28 anos, e a sua namorada de então, Elizabeth Gallagher, agendaram em maio, com grandes descontos, uma viagem à volta do mundo, mas a relação terminou pouco tempo depois.

Devido à política de privacidade da agência onde adquiriu o bilhete, que não permitiu que pudesse reaver o dinheiro ou transferir o ingresso para outra pessoa, apenas podia ser utilizado por uma canadiana que se chamasse Elizabeth Gallagher, visto que na reserva não foi registado o número de passaporte.

Axani decidiu avançar para as redes sociais a solicitar que alguém no Canadá que se chamasse de Elisabeth Gallagher o contactasse para “darem a volta ao mundo”.

O homem revelou que recebeu milhares de emails, entre eles de 18 pessoas no Canadá com o nome da sua ex-namorada e escolheu como companheira de viagem Elizabeth Quinn Gallagher, uma estudante de 23 anos de Cole Harbour, na Nova Escócia. “É uma viagem estritamente platónica. Vai ser ótimo”, afirmou Axani.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ao início, a “nova” Elizabeth Gallagher pensou que a ideia de viajar com um estranho seria “algo louco”, mas após ter falado com Axani ao telefone algumas horas, disse ter mudado de opinião. “Ao princípio parecia um pouco assustador, mas agora que falei com ele ao telefone parece menos assustador e mais impressionante”, disse a canadiana.

A mulher esclareceu que já tem namorado e que a viagem “é totalmente de amigos”. “Tenho um namorado muito bonito. Estamos juntos há muito tempo. Estamos a pensar comprar uma casa e temos um cachorro lindo. Não estou à procura de nada”, justificou. No entanto, a canadiana reconheceu que o namorado não está muito satisfeito com a ideia, mas que “compreende que ela sempre quis viajar”, e que vai fazê-lo com um homem “ao acaso”.

Axani trabalha para uma empresa de imobiliário e consultoria de desenvolvimento internacional e adquiriu os bilhetes por cerca de dois mil dólares (1.381 euros) mas o seu valor atual e de cinco a sete mil dólares canadianos (3.454 a 4.835 euros).

A viagem inicia-se no dia 21 de dezembro em Nova Iorque, continua em Milão, passa por ainda por Praga, Banguecoque e Nova Deli, antes de terminar em Toronto, no dia 08 de janeiro de 2015.

Após terminar a relação com a antiga namorada, o homem adiou o planeamento da viagem, como as reservas nos hotéis, mas desde que a historia se tornou pública, uma rede de hotéis disponibilizou quartos duplos. A viagem será documentada e compartilhada na internet.

Jordan Alexi também afirmou que ficou bastante comovido com alguns dos emails que recebeu de um menino de oito anos de idade, que estava a perder a visão, e que pretendia ver o mundo antes de ficar cego. Este apelo levou o canadiano a criar uma organização denominada de “A Ticket Forward” para ajudar pessoas que desejam ver o mundo, mas que não têm recursos para o fazerem.