O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, afirmou nesta sexta-feira que a saída da Grécia do euro não está em agenda e assegurou que negociará normalmente com o governo que saia das eleições do próximo dia 25. “A saída da Grécia do euro não está em agenda”, assegurou Dijsselbloem em declarações à imprensa citadas pela televisão holandesa. “Os cidadãos gregos devem escolher e veremos o que acontece”, acrescentou.

Questionado sobre informações indicando que na Alemanha se especula sobre a saída da Grécia do euro, Jeroen Dijsselbloem insistiu que não se falou dessa questão. Em dezembro, o Eurogrupo prolongou por dois meses o programa de resgate europeu à Grécia que deveria terminar no final de 2014. “Vamos trabalhar normalmente com o novo governo a partir de fevereiro”, assegurou. “Não creio que o euro esteja em perigo com as eleições”, afirmou o responsável holandês.