A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou este sábado que, durante o dia de sexta, apreendeu 28 toneladas de bacalhau e derivados na sequência de uma inspeção a uma fábrica de Ílhavo.

Segundo um comunicado emitido por aquela entidade, o produto da apreensão consta de bacalhaus e de partes do peixe (migas, caras e samos). O valor das 28 toneladas apreendidas ronda os 175 mil euros.

“Como resultado desta ação de fiscalização foram instaurados dois processos de contraordenação, um por falta de título válido para algumas das atividades exercidas e outro por práticas comerciais desleais”, informa a ASAE, acrescentando que a fábrica de transformação de peixe visada foi ainda proibida de continuar a armazenar peixe congelado.

Ílhavo é uma região do país historicamente ligada à captura e à transformação do bacalhau.