O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, pediu hoje à Rússia “o fim imediato” do apoio aos separatistas pró-russos do leste da Ucrânia, que anunciaram o lançamento de uma ofensiva contra Mariupol.

John Kerry também reclamou de Moscovo “o encerramento da fronteira internacional com a Ucrânia e a retirada das suas armas, de combatentes e de apoio financeiro”.

Caso isso não aconteça, “a pressão internacional e dos Estados Unidos sobre a Rússia e seus intermediários vai aumentar”, advertiu o chefe da diplomacia norte-americana em comunicado.

Kerry está de visita a Zurique depois de ter participado no Fórum Económico Mundial em Davos, na Suíça.

Pelo menos 30 pessoas foram mortas na ofensiva lançada em Mariupol, um porto estratégico.