534kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Convencido? Arrogante? Justin Bieber pede desculpa aos fãs

Este artigo tem mais de 5 anos

Pouco depois de ter sido entrevistado por Ellen DeGeneres, o cantor publicou um vídeo onde se mostrou arrependido pela atitude dos últimos tempos. "Eu não sou o que estava a fingir ser".

6 fotos

Justin Bieber, o arrependido. A estrela que tem tido vários problemas com a lei publicou um pedido de desculpa nas redes sociais, esta quarta-feira, onde lamenta o comportamento “arrogante” e “convencido” dos últimos tempos. O vídeo vem na sequência da sua participação no programa apresentado pela norte-americana Ellen DeGeneres, uma entrevista que terá deixado o artista “muito nervoso”. Esta foi a primeira aparição na televisão, escreve a US Weekly, depois de Bieber ter recebido várias críticas a propósito da sua conduta de “bad boy”.

Bieber filmou-se a si próprio a falar, num vídeo curto e com pouca luz, num registo de arrependimento. “Acho que estava nervoso porque tinha medo do que as pessoas estão a pensar de mim”, explicou. “Passou um minuto desde que apareci em público e eu não queria parecer arrogante ou convencido, basicamente a forma como me tenho comportado no último ano, ano e meio”.

“Eu não sou o que estava a fingir ser. Digo que estava a “fingir” porque muitas vezes nós fingimos ser algo que não somos como uma forma de encobrimento do que realmente sentimos por dentro. (…) Ser jovem e crescer dentro da indústria é difícil. Só crescer, num sentido geral, é difícil”, acrescentou. O cantor fez ainda saber que realmente se preocupa com as pessoas: “Eu sou uma pessoa que se preocupa genuinamente”.

Apesar do pedido de desculpas, no passado, Bieber foi protagonista de vários casos que evidenciam uma relação problemática entre o jovem músico e a lei. É o exemplo o que aconteceu em agosto do ano passado, quando declarou-se culpado por condução negligente e resistência às autoridades num processo-crime relativo a corridas de carros — o cantor foi obrigado a doar 50 mil dólares à caridade (38 mil euros), entre outras penalizações. Bieber voltou ainda a ser preso no início de 2014, pela polícia de Toronto, acusado de ter agredido o motorista da sua limusina na madrugada do dia 30 de dezembro de 2013.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.