215kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

O MEO ajuda-o a poupar, simule aqui.

Convencido? Arrogante? Justin Bieber pede desculpa aos fãs

Este artigo tem mais de 5 anos

Pouco depois de ter sido entrevistado por Ellen DeGeneres, o cantor publicou um vídeo onde se mostrou arrependido pela atitude dos últimos tempos. "Eu não sou o que estava a fingir ser".

6 fotos

Justin Bieber, o arrependido. A estrela que tem tido vários problemas com a lei publicou um pedido de desculpa nas redes sociais, esta quarta-feira, onde lamenta o comportamento “arrogante” e “convencido” dos últimos tempos. O vídeo vem na sequência da sua participação no programa apresentado pela norte-americana Ellen DeGeneres, uma entrevista que terá deixado o artista “muito nervoso”. Esta foi a primeira aparição na televisão, escreve a US Weekly, depois de Bieber ter recebido várias críticas a propósito da sua conduta de “bad boy”.

Bieber filmou-se a si próprio a falar, num vídeo curto e com pouca luz, num registo de arrependimento. “Acho que estava nervoso porque tinha medo do que as pessoas estão a pensar de mim”, explicou. “Passou um minuto desde que apareci em público e eu não queria parecer arrogante ou convencido, basicamente a forma como me tenho comportado no último ano, ano e meio”.

“Eu não sou o que estava a fingir ser. Digo que estava a “fingir” porque muitas vezes nós fingimos ser algo que não somos como uma forma de encobrimento do que realmente sentimos por dentro. (…) Ser jovem e crescer dentro da indústria é difícil. Só crescer, num sentido geral, é difícil”, acrescentou. O cantor fez ainda saber que realmente se preocupa com as pessoas: “Eu sou uma pessoa que se preocupa genuinamente”.

Apesar do pedido de desculpas, no passado, Bieber foi protagonista de vários casos que evidenciam uma relação problemática entre o jovem músico e a lei. É o exemplo o que aconteceu em agosto do ano passado, quando declarou-se culpado por condução negligente e resistência às autoridades num processo-crime relativo a corridas de carros — o cantor foi obrigado a doar 50 mil dólares à caridade (38 mil euros), entre outras penalizações. Bieber voltou ainda a ser preso no início de 2014, pela polícia de Toronto, acusado de ter agredido o motorista da sua limusina na madrugada do dia 30 de dezembro de 2013.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.