Yanis Varoufakis conquistou os votos dos gregos e agora parece andar a conquistar os corações das mulheres. Pelo menos é o que se afirma na imprensa alemã. No meio de notícias acerca das suas visões políticas e das soluções económicas, fala-se no charme do ministro das Finanças e no estilo descontraído.

Varoufakis “é, sem dúvidas, um homem de carisma” e um charme como o de Bruce Willis, disse a pivô do telejornal da televisão pública alemã, ZDF, acrescentando que “visualmente é alguém que se pode imaginar a ser o protagonista do ‘Assalto ao Arranha Céus'”, concluiu, em direto, acrescentando que ele é “um indivíduo interessante”. Já no programa de humor “Heute Show”, do mesmo canal, os elogios vão mais longe e são expressados de forma mais direta: “Ele é um homem incrivelmente atraente.”

Se, politicamente, Varoufakis tem mostrado ser tudo menos clássico, a revista Stern considera que o político tem “uma masculinidade clássica”. De camisa aberta, sem gravata, com casacos largos por cima e calças escuras promete que não vai caber aos gregos pagar o empréstimo da troika, viaja de país em país a tentar chegar a um acordo. Mas, até agora, a única opinião comum parece ser a de que o governante grego é “um homem ícone sexual”.

O jornal Die Welt até lançou a pergunta: “O que faz de Varoufakis um ícone sexual?” E a resposta surge em três pontos: “a cabeça careca, o estilo fixe e os músculos de motociclista da Yamaha.” A imprensa alemã rendeu-se aos atributos físicos do ministro e este jornal, conhecido por ser conservador, resume dizendo: “nasceu uma estrela (…) que está a abalar os engravatados da Europa.”

Como Adónis, o ministro das Finanças volta a por o homem grego no mapa sendo que a revista Stern chega a compará-lo às estatuas da polis. Do ponto de vista académico, o interesse muda de figura: “Não é o economista mais respeitado do mundo, mas é um homem cujo bom aspeto o distingue de todos os fatos cinzentos.”

Na Alemanha, se se tiver em conta a opinião da imprensa alemã, todas as mulheres estão aos seus pés tirando a única alemã que ele queria conquistar. O que não parece ser importante para a especialista alemã em moda da Stylebook que lhe dedica um ensaio concluindo em que conclui sobre Yanis Varoufakis: “Pobre mas sexy”.