214kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

O MEO ajuda-o a poupar, simule aqui.

Um "Atlas da Beleza" que nos mostra mulheres lindas. Simples. E de todo o mundo.

Este artigo tem mais de 5 anos

É o projeto ambicioso de uma jovem fotógrafa romena: fazer um Atlas de Beleza de todo o mundo, fixando os rostos e as expressões de mulheres das mais diferentes culturas. Sem cosméticas.

20 fotos

Mihaela Noroc tem 29 anos, é romena, e alimenta um sonho: capturar a beleza das mulheres de todo o mundo. De todas as culturas. De todas as mestiçagens. Já andou por 37 países e aquilo a que chamou “The Atlas of Beauty”, o Atlas da Beleza, começa a tomar forma.

O projeto é ousado e implicou alguma coragem, pois Mihaela optou por deixar o seu emprego e partir para uma viagem à volta do mundo em busca de mulheres bonitas e tão diferentes como podem ser os diferentes povos e as diferentes culturas. Nos países por onde já passou procurou sempre fotografar as mulheres no seu ambiente – a sua casa, a sua rua, a sua aldeia ou a sua cidade, o seu jardim ou a sua montanha.

E, de facto, não ficam dúvidas depois de olhar para o trabalho que Mihaela tem vindo a divulgar através do seu site e das contas no Facebook, Instagram e Tumblr. A beleza está mesmo na diversidade. E pode ser fixada tanto num encontro curto, de apenas 30 segundos, como numa sessão fotográfica mais longa.

“Umas vezes basta-me encontrar uma mulher interessante, na rua, por acaso do momento. Outras vezes combino com elas através das redes sociais e posso passar uma hora a fotografá-las”, conta a fotógrafa romena.

A beleza, escreveu ela no site Bored Panda, “está nos olhos de quem vê”, tal como “não é uma questão de tamanho ou de cosmética”.

Sendo assim, porque é que só fotografa mulheres jovens? A dúvida já lhe foi colocada, mas Mihaela Noroc tem uma justificação, como relata o Daily Mail: “O meu objectivo tem sido colocar lado a lado rostos que possam ser comparados, e para que a comparação fosse possível tive de escolher uma faixa etária, aquela que é também a minha. Mas a beleza não está na idade, está mais em ser-se natural e franca”.

Mas nada como ver a forma como Mihaela Noroc apresenta o seu trabalho no seu site, The Atlas of Beauty:

http://instagram.com/p/y87eD3H0zo/?modal=true&utm_source=partner&utm_medium=embed&utm_campaign=photo

Beleza significa diversidade e viajei pelo mundo para a descobrir. Da Europa Ocidental à África tribal, do Rio de Janeiro à China. Procurar captar, nas minhas fotos, rostos naturais e diferentes.

View this post on Instagram

#TheAtlasofBeauty in #Iran

A post shared by The Atlas Of Beauty (@the.atlas.of.beauty) on

Na minha opinião, a beleza significa manter vivas as nossas origens e a nossa cultura. Ser natural, sincera, autêntica, única, não estar necessariamente em moda ou ser magrinha.

Talvez daqui por 50 anos todas as mulheres de todo o mundo vestir-se-ão da mesma maneira. Por isso espero que o meu projeto funcione como um testemunho das culturas e tradições do meu tempo.

O meu objetivo é continuar por muitos anos a estudar a beleza em todos os países do mundo, se possível, fazendo deste Atlas um projeto conhecido em todo o mundo e uma fonte de inspiração para as mulheres que procuram ser elas mesmas. 

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.