O site Digital Detox Holidays reúne dados de hotéis com acesso limitado à internet e à rede de telefone para fazer uma pausa naquilo a que chama “adição à tecnologia”. A ideia deste motor de busca é que os seus utilizadores consigam desligar-se do mundo digital para voltar a ligar aos cinco sentidos.

Não se pense que estes hotéis e resorts não têm televisão ou acesso à internet por falta de qualidade. Provavelmente iam até proporcionar-lhe as melhores fotografias de Instagram porque a maioria é mesmo de luxo. Estão apenas a responder a uma tendência que está a crescer e que é divulgada, paradoxalmente, através da internet. Os adeptos das férias detox gostam de tecnologia, mas assumem que estar tão dependentes dela não é saudável.

“Quando estamos demasiado ligados, perdemos o prazer do aqui e agora”, lê-se no site, onde é possível fazer uma pesquisa de hotéis por continente, por estilo de férias — familiar, em casal, para “recuperação individual”, na natureza —, ou por tipo de alojamento: num spa, num hotel ecológico, num lugar “pouco habitual” como uma casa na árvore no meio de uma floresta do Canadá, ou mesmo no centro de uma cidade (quem diria que num hotel de luxo em Chicago é possível não ter internet?).

Porque há casos mais graves que outros, há três tipos de reabilitação: os hotéis detox não permitem a entrada de aparelhos digitais em determinadas zonas do edifício e têm o acesso à internet limitado; nos programas “livre de tecnologia” não existe wi-fi, televisão, e não são permitidos telemóveis em alguns espaços; e na opção férias “altamente desligadas”, há alojamentos que não têm sequer rede de telefone.

Veja alguns dos hotéis preparados para lhe fazer uma reabilitação na fotogaleria que arranca este artigo e não se esqueça: sem ligação ao mundo digital, vai ser melhor avisar a família antes de partir.