A bolsa de Lisboa encerrou nesta terça-feira a cair 2,35%, com a Galp a perder quase 8% e o BPI perto de 7%, num dia em que a maioria das principais bolsas europeias encerrou no vermelho. Das 18 cotadas que compõem o PSI 20, o principal índice da bolsa lisboeta, 14 encerram no vermelho – com a Galp e o BPI a liderarem as perdas -, duas no verde e duas inalteradas (o Banif e a Teixeira Duarte).

Depois de, na segunda-feira, o presidente do Eurogrupo ter dito que será necessário um acordo para emprestar mais dinheiro a Atenas, a bolsa helénica destacou-se ao fechar em terreno positivo, valorizando-se 0,33%. Ainda na Europa, a bolsa de Londres fechou o dia a perder 2,52%, Paris a cair 1,11%, Frankfurt perdeu 0,71% e Madrid desvalorizou 1,38%.

Em Lisboa, a Galp foi a que mais caiu, perdendo 7,86% para os 9,44 euros, depois de ter anunciado que reviu para entre 1.200 milhões e 1.400 milhões de euros o investimento médio anual a realizar entre 2015 e 2019, abaixo dos 1.300 a 1.500 milhões de euros previstos para este ano. Também a banca penalizou a praça lisboeta, com o BPI a cair 6,91% para os 1,402 euros, seguido do BCP, que desvalorizou 3,19% para os 0,085 euros.

No dia seguinte ao anúncio da saída de Belmiro de Azevedo do Conselho de Administração da Sonae e na véspera da apresentação de resultados, a empresa perdeu 2,91% para os 1,30 euros. No setor das comunicações, a PT perdeu 1,85% para os 0,691 euros, a NOS depreciou 1,03% para os 5,957 euros e os CTT desvalorizaram 0,31% para os 9,194 euros. A Impresa desceu 1,31% para os 1,056 euros,

Também o setor da energia sofreu perdas, com a REN a descer 1,48% para os 2,725 euros e a EDP a cair 1,14% para os 3,295 euros. Apenas a EDP Renováveis demonstrou uma ligeira subida, de 0,03% para os 6,045 euros, bem com a Altri, que valorizou 0,47% para os 3,24 euros – as únicas cotadas que encerraram o dia no verde.

No vermelho, destaque ainda para a Jerónimo Martins, que caiu 1,41% para os 10,80 euros, a Mota-Engil, que depreciou 1,40% para os 3,31 euros, a Semapa, que desvalorizou 0,72% para os 12,395 euros, e a Portucel, que perdeu 0,08% para os 3,977 euros.