436kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Waterfly, um drone que consegue pousar na água

Este artigo tem mais de 5 anos

Uma equipa de investigadores do MIT (Massachusetts Institute of Technology) criou um drone que consegue flutuar. O aparelho está a ser usado para efetuar medições da qualidade da água.

Imagem da reportagem da BBC Click
i

Imagem da reportagem da BBC Click

BBC Click/BBC

Imagem da reportagem da BBC Click

BBC Click/BBC

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Mal surgiram, tornaram-se de imediato os donos dos céus. Mas a popularidade dos drones — aparelhos voadores não tripulados e controlados remotamente — continua a crescer e a tecnologia a evoluir. Por isso, não é de espantar que um grupo de investigadores do MIT (Massachusetts Institute of Technology) tenha criado o Waterfly, um multirotor flutuante que consegue pousar na água.

A invenção já mereceu destaque da BBC Click, que foi ao Dubai falar com Chris Green, um dos responsáveis pela criação deste drone, por ocasião da competição internacional Drones For Good — um projeto que financia investigadores que encontrem novas aplicações dos drones para melhorar a vida dos cidadãos.

Ironicamente, o Waterfly consegue comunicar com outros drones iguais através de um sistema cloud (“nuvem”). Mas, até ao momento, a principal funcionalidade do Waterfly é a medição da qualidade da água. Ainda assim, graças à capacidade de flutuar, o Warerfly poderá vir a ter outras aplicações.

 

Reportagem da BBC:

 

Vídeo promocional desta equipa de investigadores na competição Drones For Good:

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.