Pelo menos 25 pessoas morreram na sequência de um ataque levado a cabo pelo grupo terrorista Boko Haram no nordeste da Nigéria, avança a France-Presse. O ataque foi confirmado pela polícia do estado de Borno, no norte do país.

O ataque aconteceu durante a manhã na aldeia de Maikadiri, no distrito de Madagali, próxima da floresta Sambisa, uma zona dominada por militantes do Boko Haram. “Os terroristas atacaram Maikadiri por volta das 9h (8h em Lisboa) e começaram a disparar contra os habitantes. Mais de 20 pessoas morreram”, disse à agência de notícias francesa Simon Templer, habitante de uma aldeia vizinha.

De acordo com outro morador, Markus Ali, o ataque aconteceu durante o dia porque “não existem soldados ou polícias” nas proximidades. “Contámos 21 corpos depois do ataque”, acrescentou. Duas outras aldeias, Kopa e Yaffa, foram também atacadas. Em Yaffa, pelo menos quatro pessoas morreram.

Segundo Ularamu Maina, chefe da polícia do distrito de Madagali, os atacantes eram habitantes locais, que se juntaram ao Boki Haram. À France-Presse, Fatima Salen, habitante de Maigana, uma aldeia próxima, disse ter reconhecido os assaltantes como moradores das aldeias atacadas.

Nos últimos meses, o exército nigeriano tem realizado inúmeras operações na floresta de Sambisa de modo a desmantelar os grupos de terroristas aí instalados. Apesar disso, os governadores dos distritos do nordeste nigeriano continuam a afirmar que o Boko Haram continua a ocupar a floresta.

Os ataques realizados pelos terroristas do Boko Haram já causaram a morte de mais de 15 mil pessoas.