A pianista portuguesa Maria João Pires é hoje galardoada com o prémio Gramophone na categoria concerto, pela gravação dos concertos de piano nº3 e nº4 de Beethoven, numa cerimónia que decorrerá em Londres.

Fonte da editora discográfica que representa a artista indicou que Maria João Pires não estará presente para receber o galardão.

A cerimónia de entrega dos prémios em 12 categorias vai decorrer na sala de concertos S. John, em Smith Square, em Londres, onde também serão hoje revelados os vencedores dos prémios especiais Gramophone.

Nestes incluem-se a Gravação do Ano, para o qual Maria João Pires, 70 anos, também está nomeada, Artista do Ano e Prémio de Carreira.

Os prémios dirigidos à indústria discográfica de música clássica são atribuídos anualmente pela revista britânica Gramophone através da votação de membros da indústria e um júri de críticos.

Maria João Pires gravou o disco do concerto com a Orquestra Sinfónica da Rádio Sueca, sob direção do maestro britânico Daniel Harding, tendo sido o primeiro lançamento da pianista na editora Onyx Classics, onde entrou em 2013.

Desde 1970 que a intérprete portuguesa se dedica à reflexão sobre a importância da arte na comunidade e na educação, procurando desenvolver novas formas de implementar teorias pedagógicas na sociedade.