“O Prodígio”

Tobey Maguire interpreta o genial e excêntrico Bobby Fischer e Liev Schreiber é Boris Spassky, neste filme de Edward Zwick sobre o Mundial de Xadrez de 1972, disputado na Islândia, que se transformou num duelo da Guerra Fria entre EUA e URSS. Falta a Maguire o porte físico atlético de Fischer e Zwick faz um bom esforço para reconstituir o ambiente em redor e nos bastidores do acontecimento, mas a descrição e interpretação do comportamento de Fischer é superficial e de juntar por números.

“A Colina Vermelha”

O novo filme de Guillermo Del Toro após o execrável “Batalha do Pacífico” é uma história de terror “gótico” passada na Inglaterra do final do século XIX. Uma jovem aspirante a autora de literatura sobrenatural (Mia Wasikowska) casa-se com um aristocrata (Tom Hiddlestone) cuja irmã (Jessica Chastain) vive na enorme e lúgubre mansão da família, no campo. A jovem descobre que a casa é assombrada, tem vida própria, sangra e esconde um segredo.

“A Hora do Lobo”

Jean-Jacques Annaud assina aqui um dos seus melhores filmes, passado na Mongólia Interior durante a Revolução Cultural chinesa, entre pastores nómadas, cavalos selvagens e lobos. O herói é um jovem estudante que vem de Pequim “educar” os nómadas e descobre um mundo selvagem e majestoso, onde o lobo é rei. Mas o poder central comunista, além de doutrinar os locais, quer também exterminar os animais. Este filme foi escolhido pelo Observador como a estreia da semana e pode ler a crítica aqui.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR