Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O grupo têxtil Crivedi e a sociedade de capital de risco Explorer Investiments compraram a marca portuguesa Throttleman e preparam-se para relançá-la. O investimento soma 1,5 milhões de euros e inclui a abertura de oito lojas novas. As primeiras, em Lisboa e no Porto, já abriram. No próximos dois anos, estão previstas espaços novos nas zonas da Grande Lisboa, Braga, Algarve e Madeira.

“A Throttleman é uma marca muito acarinhada pelos portugueses e não podíamos deixar que desaparecesse. Temos uma estratégia renovada e queremos apostar no revivalismo desta marca nacional, trazendo-lhe um novo fôlego”, disse António Archer, administrador da marca, em comunicado.

Em 2016, a marca prevê atingir um volume de vendas de 5,2 milhões de euros. Com este investimento, o grupo prevê lançar uma nova imagem gráfica, novo site, novo conceito de loja e novas linhas de vestuário. No início do próximo ano, também há nova loja online.

O mercado português é a prioridade, onde esperarmos conseguir um volume de negócios na ordem de 5,2 milhões de euros no próximo ano, mas estamos atentos a oportunidades de internacionalização”, afirmou António Archer.

A Throttleman foi criada pela Brasopi em 1991, mas entrou em falência em 2012 e as lojas fecharam em 2013, depois de ter recorrido a um Plano Especial de Recuperação. A Saving Dreams, que pertence ao grupo Crivedi, adquiriu os direitos de exploração e comercialização da marca.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR