Em 2015 foi eleita a mulher mais bonita do mundo pela People, a mesma revista que este mês conta em exclusivo que a família de Sandra Bullock cresceu: a atriz foi mãe pela segunda vez, ao ter adoptado uma menina de apenas três anos. Laila, proveniente do Louisiana, junta-se agora a Louis, o rapaz de cinco anos que Bullock também trouxe para casa em 2010.

Antes de passar a viver com a atriz já premiada com um Óscar (e que em 2014 foi considerada a mais bem paga de Hollywood), a pequena encontrava-se num orfanato. O processo de adoção quase foi interompido por causa dos paparazzi que seguiam Bullock insistentemente, mesmo em cenários mais privados — como daquela vez que a atriz entrou nas urgências com Laila nos braços.

“A maior parte destas crianças está em orfanatos porque foram retiradas das suas casas em circunstâncias trágicas. A última coisa que eu queria era trazer-lhe [a Laila] mais prejuízo por causa da natureza do meu trabalho”, disse Bullock, citada pela Time. A atriz contou ainda que foi a relação de Laila com Louis que ajudou na transição da pequena: “Eu sabia que ela estava assustada, mas tudo o que queria era que ela conhecesse o Louis e soubesse que eu não vou a lado nenhum”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os retratos de uma família feliz que esta quarta-feira enchem as páginas da People foram registados pela lente de Bryan Randall, o namorado de Sandra Bullock. “A minha família é diversificada, amorosa e compreensiva. Isso é uma família.”

A história de Bullock faz lembrar o casal Angelina Jolie e Brad Pitt, que tem a seu cargo três filhos biológicos (Shiloh, 9, e os gémeos Vivienne e Knox, de 7 anos) e três adotados, resgatados de cenários de guerra (Maddox, Pax e Zahara, de 14, 12 e 10 anos, respetivamente).