Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os dados que o Ministério das Finanças enviou ao Parlamento em relação à sobretaxa de IRS permitem saber quanto pagou a maioria dos contribuintes em 2014. Em média, 68% dos agregados pagaram 67 cêntimos anuais.

Os números do Negócios confirmam a informação libertada ontem, de que o grosso da receita da sobretaxa de IRS, imposto criado por Vítor Gaspar em 2012, é gerado por menos de 30% dos agregados.

68% dos agregados têm rendimentos colectáveis até 7.000 euros por ano, o escalão mais baixo do IRS. São estes contribuintes que PS, BE e PCP querem isentar de sobretaxa, o que terá um efeito residual no orçamento destas famílias.

Para os restantes, o imposto poderá ser reduzido de forma progressiva até 2017. Mas o acordo ainda não está detalhado.

Apesar de dois terços dos contribuintes pagarem 67 cêntimos por ano, em média os contribuintes pagaram 184 euros por ano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR