A FIFA anunciou esta quarta-feira que o secretário-geral da organização, Jérôme Valcke, foi demitido a 9 de janeiro, pelo Comité de Emergência, “com efeitos imediatos”.

“A relação laboral entre a FIFA e Jérôme Valcke, terminou”, refere a FIFA em comunicado. Na quinta-feira, o Comité de Ética da FIFA tinha aberto um processo formal contra Valcke, um dia depois de ter prolongado por mais 45 dias a suspensão do francês.

Valcke, de 55 anos, estava suspenso desde 8 de outubro e foi acusado de estar implicado num processo de revenda de bilhetes para o Mundial-2014 no ‘mercado negro’, envolvendo um alegado suborno de Benny Alon (JB Sports Marketing). “O cargo continuará a ser desempenhado pelo secretário-geral interino, Markus Kattner”, esclareceu o organismo na nota.