Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Escolher os candidatos do Partido Democrata e do Partido Republicano que vão concorrer à Casa Branca nas eleições de 8 de novembro deste ano é um processo longe de estar terminado. Para já, apenas dois estados votaram. Faltam, portanto, outros 48, e por cima disso os 16 territórios que têm acesso às eleições, como Porto Rico ou Guam. É um processo longo — e só em julho é que cada partido deverá anunciar formalmente o seu candidato.

Até lá, há que ter em conta as duas próximas etapas: a Carolina do Sul e o Nevada. É lá que serão as seguintes votações, a partir de 20 de fevereiro.

No dia 20, acontecem as primárias do Partido Republicano na Carolina do Sul e o caucus do Partido Democrata no Nevada. Depois, a 23 de fevereiro, os republicanos terão o caucus no Nevada. Por fim, a 27 de fevereiro, os democratas votarão nas primárias na Carolina do Sul.

O que dizem as sondagens nestes dois estados?

Do lado dos democratas, as sondagens parecem indicar que Hillary Clinton terá razões para respirar de alívio no Nevada e na Carolina do Sul. No Nevada, os estudos de opinião apontam-lhe 50,2% dos votos, contra apenas 27% para Bernie Sanders. No caso da Carolina do Sul, a diferença é ainda maior para a antiga senadora pelo Estado de Nova Iorque, que deverá ter 63,2%, bem mais do que os 33,3% do seu único adversário.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Tanto num estado como no outro, Hillary Clinton sai bastante favorecida pelo facto de o eleitorado ser mais diverso em termos étnicos. No Nevada, 26,5% da população é composta por latinos — um segmento onde, segundo uma sondagem de agosto de 2015, Hillary Clinton tem uma taxa de aprovação de 40%, contra apenas 5% de Bernie Sanders. E, na Carolina do Sul, 27,8% da população é composta por afro-americanos — onde Hillary vence no campo da popularidade, atingindo 80% de aprovação contra 23% de Sanders, noutra sondagem de agosto de 2015.

Quanto ao Partido Republicano, os números dos dois estados são, como tem sido costume em todos os estados, favoráveis a Donald Trump. Na Carolina do Sul, as sondagens preveem uma vitória isolada do magnata nova-iorquino com 36,4%, seguindo-se Ted Cruz com 20% e Marco Rubio com 13,7%. No Nevada, os números também apontam para uma vitória fácil para Trump, que aparece nas sondagens com 36,4% dos votos, seguido de Ted Cruz com 18,8% e Ben Carson com 18%.