A guerra contra o Ocidente e os seus costumes preconizada pelos militantes do autoproclamado Estado Islâmico teve como alvo um novo inimigo específico durante as últimas semanas: São Valentim.

Isto porque, o ‘daesh’ colocou uma série de cartazes e placas nas ruas mais importantes da cidade iraquiana de Mosul a dar conta da proibição de celebrações do dia de São Valentim ou o dia dos namorados. Segundo conta o El Mundo, os cartazes informavam as pessoas da necessidade de se afastarem das modas ocidentais que têm como base os cristãos “infiéis”. Citando a Agência Fides, o jornal espanhol, diz também que os militantes jihadistas se dirigiram a mercados e a lojas para garantir que não eram vendidos artigos relacionados com as festividades, como por exemplo produtos de cores vermelhas trocados, antes da chegada do Estado Islâmico, entre casais no Iraque.

Já nos últimos anos foi aconselhado aos comerciantes iraquianos a retirarem todos os produtos tradicionais referentes a este dia.