António Costa e Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, renovaram o mandato da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML). Pedro Santana Lopes mantém-se como provedor da organização.

O ex-vice-provedor, Fernando Paes Afonso, pediu a demissão do cargo nos finais de janeiro, sendo substituído por Edmundo Martinho, ex-presidente do Conselho Nacional da Segurança Social.

É também anunciado que Sérgio Cintra, curador da Fundação “O Século”, exercerá as funções de vogal na Santa Casa, sendo os outros dois Helena Lopes da Costa e Ricardo Alves Gomes.

O provedor da Santa Casa é nomeado por três anos, através de despacho do primeiro-ministro e do ministro com a pasta da Segurança Social. O vice-provedor e vogais são nomeados pelo Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, com um parecer do provedor, também por um período de três anos. A Mesa pode ser renovada por períodos de três anos.